Tag Archives: tirar

Corpo – Receita Caseira Para Odores Nos Pés

7 Out

Não há cá paninhos quentes, na transição entre os sapatos abertos de Verão e os sapatos fechados do Outono, pode perfeitamente acontecer a boa gente. Às vezes o dia começa frio e saímos de casa pensando que se vai manter assim e, de repente, afinal estão 27ºC e nós de botas. Depois, mesmo a quem não é já adolescente, os odores nos pés podem acontecer e apesar de desagradável, é um odor corporal como outro qualquer.

pés odor tirar caseira

Claro que a higiene e a prevenção são necessárias, há até cremes desodorizantes e reguladores da transpiração para os pés, mais adequados a pessoas que suem muito já de si e a adolescentes que estão a passar por uma fase em que o odor forte é normal. Se o odor incomodar muito, é possível ir ao dermatologista pedir um aconselhamento, já que é de notar que o odor forte injustificado advém muitas vezes de infecções fúngicas (micoses e outras) e deve ser investigado e tratado.

Para quem tenha este problema apenas ocasionalmente, há uma receita caseira que gostaria de partilhar convosco. Não há nada mais fácil, é mesmo básico. Contudo, nem toda a gente a sabe!

Basta apenas pegar em 3 ou 4 saquetas de chá preto bem forte (estilo o Lipton da embalagem amarela) e fazer num litro de água. Deve a água estar bem quente  e as saquetas devem ser deixadas lá dentro até a água arrefecer completamente. O chá deve ficar tão forte que seria impossível de beber (nada de tentar!). Uma vez a água à temperatura ambiente, os pés devem ficar de molho uns 10 minutos nesta água. Os taninos do chá perto vão alterar o pH da pele dos pés, ajudando a combater o odor! Em teoria o vinho tinto também resultaria, mas não recomendo por inúmeras razões, todas elas bastante óbvias. Só se deve usar esta técnica em caso de necessidade e não fazer dela um hábito, já que usar sem necessidade alterará o pH da pele de tal forma que a fragilizará. Se houver necessidade de combater o odor de forma habitual e prolongada, vale mais investir num bom creme para o controlo do odor e perspiração (à venda nas Farmácias).

Depois, deve-se lavar os pés em água corrente com bastante sabonete/gel de banho ou então esfoliar – é que o chá assim tão forte mancha a pele mais clara e mais grossa, de modo que se notarem os pés manchados de amarelo e isso for um problema, convém tratar disso. De contrário, a cor sai depois de um ou dois duches, também não é grave nem tão notório assim. Depois, pode-se aplicar um creme de pés ou não, fica a critério.

Aqui está, uma solução simples, rápida e barata para um problema incómodo!

Anúncios

Cuidados De Pele – Pêlos Encravados

21 Maio

Não é um tema assim agradável, mas quem nunca sofreu com pêlos encravados que atire a primeira pedra!

pelos encravados tratar previnir

Os pêlos de qualquer parte do corpo podem eventualmente encravar, mas isto é mais comum nas áreas onde o pêlo é mais grosso, nomeadamente barba (nos homens, claro), virilhas e axilas. Geralmente a depilação por cera ou lâmina agrava o problema, o que faz todo o sentido se formos ver porque é que o pêlo encrava!

Este fenómeno acontece quando o pêlo não sai correctamente do seu folículo, não fazendo o caminho correcto de dentro para fora da pele. O pêlo é gerado na raiz e depois vai crescendo pelo folículo, sendo guiado para fora da pele por uma fina camada de células, uma “bainha” ou um “forro”, uma espécie de tubo que o obriga a crescer na direcção correcta e a sair no sítio certo. Só que por vezes as coisas não correm da melhor maneira, e o pêlo não é guiado como devia e acaba por virar ou embarrar nas paredes do folículo, não passando assim para fora e, lá está, ficando encravado no sítio onde está. Depois a situação piora com o inchaço que surge e se já era difícil encontrar uma saída, assim ainda é pior e entra-se num ciclo vicioso.

Muitas vezes quando se usa cera na depilação, esta “bainha” sai com o pêlo, deixando o novo pêlo que vai nascer sem guia porque o pêlo pode renascer mais depressa do que uma nova guia se consegue formar. Assim, ele não sabe muito bem para onde ir e embarra nas paredes. Quando se usa a lâmina, porém, o que acontece é que a superfície do pêlo fica cortada em linha recta, em vez de ser biselada como o pêlo naturalmente é. Imaginem uma agulha e um fio: é mais fácil passar o fio pela agulha se tiver uma ponta mais fininha que entre melhor e que depois vá alargando ou é mais fácil passar o fio logo assim com a largura que ele já tem? É exactamente a mesma coisa aqui, a superfície fica cortada pela lâmina na grossura que o pêlo já possui, não deixando a tal ponta mais fininha – neste caso o pêlo pode ou não continuar a crescer com a orientação que tinha antes, sendo que se muda de direcção, encrava. Mas não, não é só a depilação que causa pêlos encravados – o roçar de roupa apertada ou rígida na pele, o roçar da pele entre si, os poros entupidos que não deixam espaço para o pêlo sair…

Já vimos a causa, a consequência é nossa conhecida, agora é só tentar arranjar a solução! Infelizmente não há milagres e isto só lá vai com paciência. A primeira coisa a fazer depois de identificar a causa do problema é evitar a todo o custo roupa apertada e em especial se for ou tiver grandes quantidades de fibra sintética (polyester, elastano, lycra).

Se o problema é devido à lâmina, não carregar tanto na mesma e cortar o pêlo no sentido do crescimento (e não contra, como é costume fazer) vai proporcionar um corte não tão rente que apesar de não tão bonito (pode deixar “sombra” nas peles mais claras) tem menos tendência a resultar em pêlos encravados. Usar a lâmina com um gel ou creme próprio e logo a seguir a sair do banho ou duche também ajuda. Se o problema se deve à cera, sugiro depilação definitiva (a laser, por exemplo) – se esta não for uma opção viável, então manter o local esfoliado (recomendo esfoliantes do tipo químico, em especial se já houver pêlos encravados no local) e hidratado regularmente (com o que quiserem, desde que vos seja confortável) vai ajudar a previnir futuros pêlos encravados. Convém ter cuidado especial com a esfoliação e o tipo de esfoliação na véspera de usar cera e no próprio dia, sendo que não se deve fazer para não sensibilizar a pele em demasia. Já agora, também não se deve usar hidratante no dia de fazer depilação a cera sob pena desta não conseguir aderir aos pêlos.

Se nada disto resultar se for só aquele aborrecido e solitário pêlo ali no meio, há sempre as compressas mornas que são um algodãozinho embebido em água morna (morna, tépida, quentinha, mas não quente), aplicadas 4 a 5 vezes ao dia por 4 a 5 minutos, seguida de um produto para tratar acne localmente – aquelas canetinhas ou esponjinhas que se usa quando se tem uma borbulha má, como um da Body Shop que já mencionei – estes produtos são anti-inflamatórios e também acabam por limpar a pele com alguma acção esfoliante química. Eu disse que era precisa paciência!!!

(Nem me acredito que acabei de escrever quase 800 palavras sobre um tema tão trivial…!!!)

Novidades – Instant Fix Oil Control da ‏Anthony Logistics for Men

15 Maio

Não é muito comum falar de produtos específicos para homem aqui no blog, mas este é novidade e parece-me útil, por isso aqui está!

Instant Fix Oil Control da ‏Anthony Logistics for Men

Instant Fix Oil Control da ‏Anthony Logistics for Men

É um produto desenhado especificamente para o sexo masculino, para retirar o brilho e a oleosidade da pele, ajudando também a diminuir a aparência dos poros- pode ser usado em qualquer altura, sendo que não dispensa outros cuidados como a limpeza e hidratação. O efeito instantâneo é puramente cosmético, mas a longo prazo, devido aos ingredientes, ajuda a normalizar a pele e a diminuir algumas das imperfeições que derivam do óleo em excesso.

Falando em ingredientes, os principais são a glicerina (já falamos aqui) e a sílica- normalmente ligamos a sílica a uma substância que absorve água, mas há tipos de sílica que conseguem absorver até 7 vezes o seu peso em óleo. Já que estamos a falar em ingredientes, vale mencionar que este produto está livre de parabenos. Já agora, este produto também funciona bem em cabeças calvas, que tendem sempre a ter um certo brilho que pode incomodar algumas pessoas!

O modo de aplicação não é nada de especial, deve-se aplicar uma pequena quantidade (cerca de uma “ervilha” chega para o rosto todo) quando necessário na zona a matificar, em especial a zona T (testa, nariz e queixo). Aplica-se com as mãos, massajando na pele e evitando a zona dos olhos, reaplica-se conforme necessário.

A marca está exclusivamente à venda nas perfumarias Perfumes & Companhia um pouco por todo o país – este produto é um pouco caro, como todos os direccionados exclusivamente para homem, mas são 45€ que rendem muito porque em termos de produto matificante usa-se sempre pouca quantidade.

Mais informação sobre o produto está disponível no site da marca, em Inglês.

Perguntas E Respostas 20: Tirar Toda A Maquiagem

21 Abr

A Susana perguntou via Facebook:

Leio muitas vezes os teus artigos, especialmente os de cuidado de pele.  Sei que dizes imensas vezes que devemos retirar bem toda a maquilhagem, mas tenho uma questão. Como é que eu sei se retirei toda a maquilhagem ou não? Eu não a vejo, mas é possível que ainda haja resquícios da mesma! 

Perguntas & Respostas

Olá Susana! Realmente, é uma questão bem colocada e retirar bem toda a maquiagem é muito importante. Não é tão difícil como possa parecer e depende pouco maneira escolhida para desmaquilhar.

Seja o processo escolhido com algum tipo de creme, mousse, bálsamo ou outro produto que não precise de um disco de algodão, por exemplo ou seja o processo escolhido com com um líquido que já necessite de um suporte, os passos e os cuidados são mais ou menos iguais.

Devemos limpar bem o rosto e pescoço, não esquecendo as partes que menos atenção têm, como as abas do nariz, as partes mais laterais dos maxilares, entre outras. É muito normal esquecermo-nos destas partes da face! Devemos, sempre que possível, aplicar o desmaquilhante no rosto com o mínimo de água misturada já que assim as ceras e óleos normais da maquiagem são melhor quebrados e dissolvidos. Agora é altura de retirar o desmaquilhante com água, caso seja adequado ao produto escolhido. Depois, repetimos o processo – sim, desmaquilhamos duas vezes a não ser que usemos tonificante (já lá vamos!). Assim, assegura-se que não fica maquiagem para trás. Há quem use só desmaquilhante de olhos se não usa base ou se usa pouca maquiagem – é uma opção viável e cabe aqui falar dela.

Finalmente, há pessoas que gostam de lavar a face com água, outras que não gostam ou não devem por recomendação do Dermatologista. Se quiserem lavar o rosto com água e produto apropriado (sabonete, líquido de limpeza, etc.) podem fazê-lo – eu faço. De seguida, aplicar o tónico ou tonificante, caso o usem, ajuda sempre a melhor a limpeza da pele.

Espero ter ajudado e agradeço sempre todas as questões e sugestões de temas!

Perguntas E Respostas 19: Esconder Poros Dilatados

11 Abr

A Sara mandou-me um e-mail:

Micky, tenho um problema! Tenho poros muito dilatados na zona T e até já li o teu artigo sobre o assunto, mas a verdade é que tenho um casamento daqui a uns dias e não sei o que fazer! Todos os produtos que conheço e sobre os quais já pesquisei demoram imenso tempo a fazer efeito. Socorro!!!

Perguntas & Respostas

Calma, Sara, não é nada a que não se possa dar uma ajudinha em tempo record. Há um serum da Sephora que eu já experimentei e que me deu resultados excelentes com uma semana de uso apenas, dependendo de quantos dias faltam para o casamento pode ajudar na situação. Contudo, há umas dicas de maquiagem que pode ir treinando até ao dia do evento.

  • Primer é muito importante, não só fixa a maquiagem como torna a pele mais lisa em geral – aqui deve-se dar preferência ao primer rico em silicone se este não fizer alergia, já que é o que melhor funciona quando se trata de poros dilatados;
  • Não exagerar na base e no corrector. Na verdade, mais maquiagem não vai esconder o problema – muito pelo contrário, vai “espessar” a pele, deixando os poros dilatados com uma aparência mais funda;
  • Aplicar a base (e corrector, se e onde necessário apenas) com um pincel ou esponja limpa – deve ser limpa com muita frequência- de cima para baixo. É a maneira mais acertada de aplicar base na minha opinião porque abaixa aquela penugem clara e fina que a maioria de nós tem no rosto, mas no caso também ajuda a disfarçar os poros;
  • Depois da base aplicada e assente (vulgo seca), pode-se passar um lencinho de papel para retirar algum excesso – é mesmo de suma importância não exagerar na base! Se o blush escolhido for em creme, deve ser aplicado agora;
  • Aplicar pó vai ser necessário, e esta aplicação deve ser feita com uma borla de pó e o pó deve ser pressionado com firmeza sobre as zonas problemáticas em vez de simplesmente “pincelar”. Depois, o excesso de pó deve ser retirado com um pincel grande e fofo;
  • Finalmente, aplica-se blush. Blush mate ou com reflexão de luz mas sem glitter/brilho! É que o glitter, por menor que seja, vai chamar a atenção dos poros e restantes imperfeições. Se os poros dilatados forem só na zona T, a questão do blush não se põe tanto, mas se houver poros dilatados na face, já vale a pena pensar no assunto. Há blushes com os chamados “soft focus” que como que desfocam a pele, mas são difíceis de encontrar ainda.

Estas dicas são o melhor que tenho para dar neste caso, mas sempre na certeza, porém, de que não há milagres. Os poros dilatados são consequência da pele oleosa e/ou esfoliação insuficiente e só tratando a causa é que podemos lidar com os efeitos. Começar a tratar o quanto antes é a melhor maneira de não necessitar depois de recorrer a truques especiais!

Maquiagem – Tirar O Aroma Dos Batons

28 Jun

Há poucas coisas tão más como nos apaixonarmos pela cor de um batom, só para nos aperceber-mos de que afinal é fabricado por uma marca que usa um aroma nos cosméticos que não nos agrada nem um pouco. Eu sou muito susceptível a aromas: não é que os perfumes fortes em geral me incomodem, mas há certos cheiros que me põem literalmente doente.

É o caso dos produtos de lábios (batom e gloss) da Estée Lauder, que me dão uma enxaqueca instantânea. Supostamente cheiram a figo, mas, a mim, não me parece figo nem de longe, nem de perto. O problema é que esta marca e outras com o mesmo problema têm produtos tão manifesta e deliciosamente lindos que ainda me dá mais enxaqueca por não os poder usar. Assim sendo, fui em busca da solução. Lamento informar-vos que não tenho solução para os glosses, só para os batons.

Sei que não sou a única pessoa a precisar de ajuda no que diz respeito a este assunto e fui pesquisar e testar. Sim, testar. Foi um corrupio de batons cá em casa esta semana…!

Tenho três maneiras de amenizar ou acabar de vez com o aroma do batom. O método escolhido vai depender do quanto o perfume do batom vos incomoda. Se incomodar um bocadinho, se incomodar mais ou se incomodar muito, há procedimentos diferentes que podem seguir.

lip glosses cores variadas

Se o aroma do batom for só um pouco incómodo, ou seja, se até conseguem viver com ele, mas preferiam que não estivesse lá, o que têm a fazer é simples. Bastam que abram o batom todo (rodem para cima, vocês sabem!) e deixem cair um pouco de álcool por toda a superfície do batom. Lembrem-se que a maioria dos batons é redonda (é cilíndrica) e, como tal, é preciso ir rodando para que o álcool passe em todos os bocadinhos de batom. Deixem secar por cerca de 2 ou 3 minutos, mantendo o batom aberto e depois repitam. Experimentem na mão e vejam se o cheiro está mais fraco. Se estiver, então podem fechar o batom e usar normalmente. Se não estiver, repitam outra vez ou tentem outro método. Isto não vai alterar a cor ou a textura do batom, por isso não se preocupem.

O segundo método é o mais simples e recomendo-o para batons com um perfume que incomoda medianamente. Peguem no vosso batom e deixem-no aberto, com a parte do batom em si toda para fora. Não há nada mais simples, pois não? Esperem entre um a três dias, mas tentem arranjar um local resguardado do pó e de mãos alheias e curiosas. O batom não vai secar nem lhe vai acontecer nada de mal (a não ser que caia!). Lembrem-se que os batons de teste ficam abertos meses a fio debaixo de luzes fortíssimas nas lojas e que a maioria deles está perfeitamente normal. Se ficam meses abertos, podem ficar um dia ou dois.

O terceiro método é o mais agressivo e é daqueles que nos faz pensar na frase “para grandes males, grandes remédios”. Este método envolve deixar o batom aberto perto de um pequeno recipiente com vinagre. O vinagre vai absorver o aroma, mas não vai passar o seu próprio aroma para o batom. Podem ver na foto abaixo como eu fiz. Deixem assim por um dia ou dois, virando o batom uma vez por outra. Usem qualquer tipo de vinagre que tenham.

Estes métodos conseguem tirar toda ou a maior parte do aroma de modo a que não nos incomode tanto. O quanto tiram depende do aroma e pelo que é que ele é composto. De um modo geral, um pouco de aroma no batom de modo a que não o consigamos sentir depois de aplicado, não é grave. Lembrem-se que se chegarem a bala (o batom como um todo) ao nariz e inalarem vão sentir um aroma muito mais forte do que aquele que sentem se usarem o batom nos lábios. Desde que o cheiro não vos incomode, não precisam de usar mais nenhuma destas dicas.

Espero que tenha ajudado alguém a usar aquele batom tão caro e tão lindo que, afinal, ficou parado na gaveta!

%d bloggers like this: