Tag Archives: rimmel

Maquiagem – Produtos De Lábios (Para Totós)

25 Out

Para totós (como nos livros) não será, não se zanguem com a brincadeira. É mais uma revisão da matéria dada sobre quem é quem no mundo da maquiagem de lábios, o que faz, para que serve, como se escolhe, o que eu gosto, entre outras coisas.

produtos de lábios

  • Bálsamo labial – É um produto emoliente que tem por propósito condicionar, hidratar e, sobretudo, reparar os lábios. É ideal para quando a pele dos lábios que é, já de si mais seca e sensível, está em más condições. Também pode ser usado à noite diariamente para previnir que estes gretem com o frio, secura do ar, ar condicionado e variações de temperatura e um uso comum é como SOS quando se quer aplicar um batom mais forte mas os lábios têm imperfeições e peles secas. Apesar de controverso, o meu favorito é o já famoso Carmex, especialmente o de cereja!
  • Esfoliante – Falamos já extensivamente sobre esfoliação de lábios, dos benefícios e de como se faz, bem como receitas caseiras para o efeito (que continuam a ser as minhas favoritas). Basicamente, pretende-se retirar as peles mortas e revelar a pele mais nova, viva, luminosa e bonita. É o que se deve fazer quando um bálsamo labial já não resulta no que toca a condicionar a pele;
  • Batom de cieiro (chapstick) – Cieiro é a reacção da nossa pele ao frio excessivo, à sensibilidade que este causa em nós. Mais comum é mesmo ter cieiro nos lábios, mas olhos, faces e pernas também sofrem frequentemente com este problema. O propósito do batom de cieiro é mais proteger do que curar propriamente, por isso, em dias de frio, não nos devemos esquecer do batom de cieiro. Há batons destes com SPF, que são também bons para nos proteger ainda mais, já que têm a dupla função. Há inúmeras marcas, mas os da La Roche Posay funcionam muitíssimo bem apesar do preço não ser exactamente mínimo;
  • Lápis de lábios – Serve para delinear os lábios para limitar o batom, para fixar o mesmo e, eventualmente dar cor, podendo até intensificar ou mudar a cor do batom que foi escolhido e até substituí-lo. É um lápis em tudo semelhante ao de olhos, porém quase sempre mais duro e em tons mais adequados ao que é costume usar na boca. É possível usar um lápis de olhos nos lábios, mas usar um lápis de lábios nos olhos não é recomendado por causa das ceras e pigmentos que constituem um lápis de lábios podem causar alergias nos olhos. Ultimamente tenho gostado bastante de trabalhar com os lápis de lábios da Sephora, da Kiko e também da sempre excelente Art Deco.
  • Manteiga de lábios (lip butter) – São bálsamos altamente hidratantes e macios em stick com cor! São um batom que deposita muito pouca cor, têm brilho e hidratam imenso. São fáceis de aplicar por não terem grande pigmento. As da Revlon são aceitáveis, lip butters não são realmente o mais próximo ao meu gosto, mas enfim;
  • Primer – Como todos os primers, querem-se para preparar para a aplicação da cor, fixar a mesma e disfarçar a textura que não é desejada. Muito sinceramente não experimentei ainda nenhum que me deixe maravilhada, ainda penso não haver o produto perfeito neste departamenteo. Fala-se bem do Prep + Prime da MAC, mas, lá está, ainda não consigo dizer que encontrei um primer de lábios que adoro;
  • Lip Stain – Outro produto que não me faz grande falta, é uma “tinta” líquida aplicada com um pequeno pincel ou numa caneta estilo feltro que mancha os lábios sem uma forma muito uniforme. Os da Rimmel são bonitos, mas como todos os stains, secam imensamente os lábios. Isto porque são à base de álcool e porque se não secassem assim tanto não tinham o poder de fixação que têm;
  • Batom – Feito à base de óleos e ceras (como é feito o batom), é um dos cosméticos que retém a sua forma original há mais tempo. É um marco da feminilidade, um clássico que nunca deixa de existir e nunca sai mesmo de moda. Há de todas as cores, de todos os acabamentos (mate, brilhante, acetinado, com glitter). Não consigo escolher uma marca, não me peçam para o fazer, não sou capaz!
  • Batom líquido – É um híbrido entre batom e gloss, tendo a facilidade de aplicação e conforto do gloss com as grandes vantagens dos bons batons que são a forte pigmentação e a grande durabilidade. O aplicador e o tubo é normalemente como de um gloss ou, então, vem numa pequena bisnaga e deve ser aplicado com um pincel. Os da Sleek são bons e acessíveis, não tão acessíveis mas igualmente bons são os da Shiseido;
  • Gloss – Desde os transparentes aos com pouca e muita cor, pode ser cristalinos ou com glitter. É um mundo, a escolha é infinita, mas o que os une a todos é o brilho que dão aos lábios fazendo com que estes pareçam mais jovens e mais preenchidos. Ultimamente ando muito bem impressionada com os da Flormar, cheiram a morango e são docinhos, docinhos! Há montes de cores, para quem gosta de gloss, vale mesmo a pena espreitar;
  • Lip & Cheek – São produtos específico e pensados para serem usados nas faces e nos lábios, como blush em creme e batom ao mesmo tempo. Usar o batom comum como blush pode não ser boa ideia põe causa dos poros que podem ficar entupidos e, consequentemente, dar lugar a borbulhas. Daí nasceu este conceito que não é nada novo porque já desde a Antiguidade se usou o mesmo produto para as faces e para os lábios.

Então? Esqueci-me de alguma coisa? Qualquer dúvida, já sabem, deixem nos comentários, mandem email ou apanhem-me no Facebook!

Anúncios

Maquiagem – Rimmel London Apocalips (Review Cores 100 e 303)

25 Jul

Desde que estas belezinhas chegaram a Portugal que eu estava morta por experimentar. Já sabem que batons são comigo e os lip lacquer andam muito em voga. De modo que, como seria de esperar, dois Apocalips vieram morar cá para casa. Aqui em Portugal ainda só vi quatro cores apesar do site da marca dizer que há cinco (dois nudes, um rosa, um vermelho e um glitter prata).

Rimmel Apocalips Phenomenon Apocaliptic

Rimmel Apocalips

Estes foram os dois tons que escolhi, ainda me tentei com o vermelho, mas já tenho vermelhos a mais, digo, suficientes por agora. Não que não tenha batons rosa choque em quantidade suficiente… Adiante, adiante! Estes são o Phenomenon (número 100) à esquerda e o Apocaliptic (303) à direita. Considerem-se apresentados!

Os lip lacquers de todas as marcas são “batons líquidos”, com a facilidade de aplicação e brilho de um gloss, mas com a intensidade de cor e durabilidade de um batom – uma tentativa de juntar o melhor de dois mundos! Tenho a dizer que sou fã da Rimmel London, só fico profundamente frustrada por saber que o que chega cá é uma parte infinitesimal de tudo o que esta marca tem. Basta ir ali a Espanha e há mais coisas, coisas diferentes…!!! Enfim..

Appocalips (Detalhe)

Appocalips (Detalhe)

Achei piada à construção da embalagem, com esta “câmara” onde fica o excesso de produto. Falando em excesso de produto, isso é um problema e é a única parte negativa destes Apocalips, o aplicador vem muito carregado assim que sai do tubo apesar de haver um stopper. Mas não é nada preocupante, é muito fácil retirar o excesso de produto na borda do tubo.

Appocalips Detalhe Aplicador

Appocalips Detalhe do Aplicador

O aplicador é como vêm acima, um aplicador comum de gloss, em veludo, bastante firme e fino suficiente na ponta para poder desenhar bem os lábios.

Quanto ao produto em si, é muito pigmentado e espesso, cobre os lábios na perfeição. A cor mais escura mancha, mesmo depois de comer ou beber há sempre cor o que faz com que os retoques sejam evitáveis e a durabilidade da cor seja fora de série. O produto é muito confortável, não seca os lábios e até é versátil porque com um lencinho de papel para retirar o excesso de produto assim que este “assente”, o brilho diminui muito – não fica mate, pelo menos não somente com este passo, mas fica acetinado. Contando que não se aplique produto a mais (e por isso é que o aplicador demasiadamente carregado é um problema), o batom não “escorre” nem fica nas ruguinhas em torno dos lábios. O aroma é o de morango-baunilha, assim leve, o costume dos produtos de lábios Rimmel.

Apocalips da Rimmel (100 e 303)

Apocalips da Rimmel (100 e 303)

Estas são as cores que escolhi, ambas têm um pouquinho de brilho. A Phenomenon, o tom nude, é claro demais para mim. Não parece assim na amostra, mas é. O que é pena, é um cor de pêssego bonito, mas infelizmente tem uma base branca e quando aplicado, fica exactamente da cor da minha pele do rosto – é mau, porque dá aquele ar de que está doente (falamos do assunto semana passada). Assim, para o poder usar, vou ter que apostar no lápis de lábios mais escuro para contra-balançar o efeito; não vai ser fácil, porque o batom é pigmentado. Já a cor Apocaliptic é um rosa choque mesmo “choque” com um tom frio, borderline fluorescente. É uma cor vibrante, alegre, capaz de trazer luz a qualquer rosto, mas que se destaca imensamente em quem tenha a pele com tom dourado que é o meu caso. Eu gosto, mas pode não ser o caso para toda a gente!

Conclusão: aprovo, recomendo, mas fico triste que a escolha nos esteja tão limitada.

E vocês? Gostam da Rimmel London??? Que produtos gostam mais?

Junho – Passatempo Comentário Do Mês

1 Jun

Sabem que dia é hoje? Sabem, sabem, sabem? É dia da criança, mas mais do que isso! É dia de renovar o prémio de comentário do mês! Para Junho tenho um trio de sombras e um gloss! Se não sabem do que trata este passatempo, podem saber aqui.

Sombras Rimmel Traffic Stopping Shadow 001

Sombras Rimmel Traffic Stopping Shadow 001

Este é o trio de sombras da Rimmel. É da colecção Traffic Stopping Shadow, na cor 001. São nacaradas (acabamento “perolado”, digamos) e podem ser usadas secas ou molhadas. São lindas, duram bastante tempo, pigmentadas e as cores são ideias para o Verão. Sei que na foto abaixo a cor mais clara não se vê muito bem porque realmente é próxima ao meu tom de pele, mas é um marfim opalescente com brilho rosa. A sombra do meio é um laranja/cobre muito bonito! Já a cor mais escura é um castanho café, também bonito e que, quando molhada, dá um eyeliner castanho muito favorecedor. Os swatches e testes foram feitos, claro, com a minha paleta – porque quem ganhar esta vai ganhá-la intacta como é óbvio!

Traffic Stopping Shadow 001 e Gloss 112

Traffic Stopping Shadow 001 e Gloss 112

Na foto acima vêm também o gloss, o número 112 da linha Intense d’ O Boticário. O gloss, nos lábios, acaba por ficar uma cor de caramelo com montes de brilho e não tão vermelha como aparece na foto. O aroma é notório, a caramelo e baunilha, mas nada por aí além ou desagradável. Na minha opinião estes produtos são óptimos para todos os tons de pele e combinam  muito bem entre si.

Gloss Intense 112 - O Boticário

Gloss Intense 112 – O Boticário

Agora os resultados de Maio… Quem ganhou foi a “mmsf03”! Muitos parabéns e muito obrigada pelos teus comentários. Por favor manda-me um e-mail com a tua morada, tens uma semana para o fazer. E, já sabes, mês que vem não podes ganhar, mas conto sempre com a tua visita!

Maquiagem – Máscara Absolute da Douglas (review)

18 Abr

Máscara é daquelas coisas que uso muito, que circula, que estou sempre a experimentar e a mudar. Agora ando a usar a máscara Absolute da marca própria das Perfumarias Douglas.

máscara Absolute Douglas

É uma máscara simples e funcional, preta, de alongamento mas de pouco volume. Não é à prova de água, é fácil de retirar e não deixa as pestanas especialmente duras ou coladas. Dá uma curvatura bonita às pestanas, não faz grumos e não me fez alergia (tenho os olhos muito sensíveis). O que me chamou muito a atenção foi o aplicador de uma forma bastante original.

aplicador da máscara Absolute da Douglas

Regra geral, os aplicadores mais gordinhos servem para dar volume porque colectam mais produto e os mais fininhos para alongar porque chegam a todas as pestanas, até as mais pequenas e escondidas. Este aplicador tem o melhor das duas formas e é de cerdas (o outro tipo é um aplicador de borracha do qual eu não gosto nem um bocadinho). O aplicador é grande, bastante comprido, de modo que para pessoas com olhos menores é preciso atenção redobrada para não borrar a restante maquiagem dos olhos. Aqui estão os resultados.

máscara infográfico absolute douglas

A máscara está à venda em exclusivo nas perfumarias Douglas. É em conta (paguei não chegou a 9€) e não seca facilmente. Recomendo para quem procure algo simples e eficaz mas procura alongamento mais do que propriamente volume.

Perguntas E Respostas 14: Máscara Errante

22 Fev

A Luísa perguntou via Facebook: 

Boa noite! De há uns tempos a esta parte tenho tido um problema com a máscara/rimmel. Já experimentei imensas marcas, caras e baratas, e parece que acabo sempre com os olhos esborratados de preto! É quase como se a máscara não “colasse” às minhas pestanas. Antigamente não me acontecia isto e como eu gosto muito de máscara, é um problema aborrecido. Será que me podes ajudar?

Perguntas & Respostas

Olá Luísa! Por acaso é uma pergunta que surge com mais frequência do que se imagina. Regra geral, as causas e soluções são bastantes simples, de modo que vamos por tópicos:

  • Maquiagem acumulada, poeiras, óleos naturais da pele, a secreção de proteínas normal dos olhos entre outros factores são coisas que podem estar nas nossas pestanas ao acordarmos! Lavar o rosto de manhã é obrigatório, mas prestar um bocadinho de atenção extra aos olhos pode ajudar!
  • A aplicação de creme ou gel de olhos pode ser benéfica para a pele, mas quando este é aplicado nas pestanas ou demasiado perto das mesma, pode criar um “filme” que impede a secagem adequada da máscara. Deixar o creme de olhos ser bem absorvido ainda que não tenha sido aplicado aparentemente perto das pestanas é sempre boa ideia;
  • A máscara não deve ser muito espessa, sob pena de ainda demorar mais tempo a secar;
  • Há no mercado primers para pestanas – pessoalmente não gosto de nenhum que já tenha experimentado, mas há quem goste imenso e é sempre uma questão de experimentar;
  • Recurvar as pestanas com um recurvador tradicional e aplicar máscara depois ajuda a que as pestanas não toquem na pele. Assim, têm tempo de secar antes de um eventual contacto com algo que possa fazer com que a máscara borre;
  • Aplicar a máscara mesmo desde as raízes (aplicadores pequenos facilitam imenso!) até às pontas “segura” as pestanas para cima, o que tem o mesmo do ponto anterior;
  • Se tudo o resto falhar, máscara à prova de água deve ajudar!

Perguntas E Respostas 12: Máscara Engrumada

7 Fev

A Carolina perguntou por e-mail:

Olá Micky! Tenho lido o blog com muita atenção, apesar de só usar o mínimo de maquilhagem. Tenho um problema com a máscara, fica sempre cheia de grumos e bolinhas, o que me incomoda mesmo muito porque acho feio. Há algo que eu possa fazer ou tenho que ir comprar aquelas máscaras caras das perfumarias?

Perguntas & Respostas

Olá Carolina, obrigada pelo e-mail! Realmente é um problema que afecta muitíssima gente, mas de simples resolução. Há algumas dicas que podem ajudar a eliminar de vez os grumos e aglomerados de máscara sem ter que gastar rios de dinheiro num produto que não deve durar muito mais do que 3 meses.

  • Limpar a varinha (escovinha, aplicador…) num lencinho de papel, tirando só mesmo o excesso de máscara ajuda a evitar produto a mais que se pode acumular nas pestanas. Limpar a ponta do aplicador é muito importante para evitar grumos;
  • Aplicar a máscara em zig-zag nas pestanas não só dá mais volume como também evita os grumos. Olhar para baixo enquanto se aplica a máscara é pouco usual, mas ajuda a fazer as pestanas maiores e também a evitar as tais “bolinhas” de máscara indesejadas;
  • Deixar secar a primeira camada antes de aplicar a segunda, se duas camadas forem o método escolhido para aplicação;
  • Preferir fórmulas mais fininhas, em vez das mais expressas resulta bem. Claro que nem sempre temos acesso à máscara para a experimentar e, mesmo se tivermos, o tester aberto há muito tempo pode estar a querer secar e a fórmula parecer mais espessa do que é. Nada como perguntar à colaboradora da loja!
  • A máscara deve ser trocada regularmente (3 em 3 meses é o ideal), por razões de higiene, mas também porque a  máscara mais seca cria mais grumos e esfarela. Cabe aqui lembrar que juntar óleo de rícino, soro fisiológico e especialmente água à mascara seca para a reavivar é muito má solução dada a falta de higiene em que isso se traduz. Além disso, nunca, jamais, em tempo algum, seja sobre que pretexto for se deve “bombear” a máscara, abrindo e fechando a máscara para “pegar mais produto”. Isto resulta só e apenas em mais ar para dentro da máscara (o que a seca mais rapidamente) e mais bactérias.
  • Se tudo o resto falhar, há sempre a solução para acabar com todos os males: pentear as pestanas já secas com um aplicador de máscara limpo (guardem a tampinha daquela máscara que já secou e limpem bem com óleo e água e sabão, ou desmaquilhante e água) ou um pente próprio para o efeito.

Maquiagem – Review Máscara L’Oreal Volumissime Carbone Black

25 Jan

Mais uma review, que me parece que toda a gente gosta muito de máscara! Desta feita falo-vos da Volumissime Carbone Black da L’Oreal. Não é novidade, de modo nenhum, mas está disponível nos hipermercados por cerca de 10€ e é uma das minhas favoritas no momento. Deixo-vos já as fotos e comento logo abaixo.

Mascara Volumissíme L'Oreal

Mascara Volumissíme L’Oreal

A vantagem das fotos, confesso, é que me poupa muitas palavras. Antes de mais, quero dizer que as fotos não foram editadas nem para corrigir a cor. Foi só mesmo reduzir para caberem todas aqui na montagem. A primeira foto é sem máscara, na verdade sem maquiagem nenhuma. Depois a segunda foi só com uma aplicação leve e, finalmente, a terceira com uma aplicação “de gente”, com duas camadas assim generosas. Esta última é a maneira que eu uso máscara normalmente.

A máscara Volumissive Carbone/Carbon Black promete 5 vezes o volume e pestanas (cílios) extra pretas. Bastante simples, nada demais. A escova é média, o que permite cobrir todas as pestanas e a máscara é, efectivamente muito preta. O volume satisfaz-me plenamente e já me fartei das perguntas sobre se as pestanas são mesmo minhas (o que quer dizer que os outros também reparam no volume). Seca em pouco tempo, o que é óptimo porque não fica a esborratar o resto do dia.

A L’Oreal diz que a máscara é sem grumos, mas não é verdade. É verdade nas duas, três, quatro primeiras utilizações, mas depois de uma semana da máscara aberta, os gruminhos aparecem. Não me incomoda por si só, mas já que a marca diz que eles não se formam e, na verdade, formam-se, achei por bem comentar. Outra coisa que quero comentar é a dificuldade de remoção. Não é um produto à prova de água, longe disso, mas demora para sair que é uma coisa louca! Nunca mais pára de sair e parece que as pestanas nunca mais na vida ficam limpas. Se possível, usem desmaquilhante específico para olhos.

Conclusão, é um produto simples, acessível e com resultados que me agradam imenso. Estou satisfeita!

Maquiagem – 5 Dicas Para Pestanas Mais Destacadas

2 Nov

Pestanas longas, recurvadas e cheias são um dos sinais de sensualidade que as mulheres mais gostam de destacar. Hoje, tenho cinco dicas simples para que as vossas pestanas (cílios) chamem mais a atenção.

  1. A máscara preta por vezes não é bem preta. Não há nada de errado com máscaras de cor, mas não gosto de andar à procura de uma máscara preta e chegar a casa com uma máscara cinzenta escura! Assim, para quem gosta de ter as pestanas o mais destacado possível, as máscaras que se dizem extra negras, super black, carbon ou algo com o mesmo significado são boas apostas.
  2. O recurvador (curvex) de pestanas pode bem ser o vosso melhor amigo! As pestanas recurvadas projectam-se para cima e ficam automaticamente a parecer mais longas. Há varias escolhas no mercado mas geralmente dividem-se em recurvadores a frio (aqueles que parecem tesouras) e os a quente (que fazem uma “escova” ou “brushing” às pestanas). Pessoalmente gosto mais dos a quente, mas se optarem pelos tradicionais, lembrem-se de verificar se a borracha que entra em contacto com as pestanas está ainda em boas condições. Se não estiver, pode muito bem quebrar as pestanas e/ou  fazê-las cair.Depois, basta que as recurvem na raiz e uma outra vez a meio, para evitar a todo o custo as pestanas “espetadas” para cima.
  3. Uma linha de eyeliner líquido ou em gel muito, mas mesmo muito fininha mesmo nas raízes das pestanas vai fazer com que estas pareçam mais espessas sem se notar que se está a usar eyeliner. Para isso, usar um pincel em separado ou comprar um eyeliner que já possua um aplicador muito fino, é o ideal. Tightlining (ou seja, pintar o olho na linha de água superior) tem o mesmo efeito, mas pode ser mais desconfortável. Para que a os resultados desta técnica não se transfiram para a linha de água inferior, um lápis à prova de água é o ideal.
  4. As pestanas são pelinhos cilindricos.  Como tal, porque é que a maioria das pessoas só as pinta por baixo? Pintar por baixo, agitando bem a varinha da máscara nas raízes para apanhar cada pelinhos e fixar a curva é o ideal; depois, uma leve camada por cima sem chegar às raízes para não sujar a sombra finaliza a aplicação de máscara. Várias camadas são permitidas se a máscara for boa e não fizer grumos!
  5. Na dúvida, optem por máscaras de volume. É que as máscaras de volume alongam sempre um bocado, mas as de alongamento nem sempre dão volume! As máscara de volume costumam ter escovas bastante grandes e gordinhas, com muitas cerdas e, além da fórmula mais espessa, é isto que faz a diferença para as outras máscaras.

Lembrem-se, milagres não existem. As publicidades a máscaras são enganosas o suficiente, com modelos a usar pestanas postiças, máscaras de outras marcas, toneladas de edição fotográfica e os meus tão adorados “efeitos dramatizados”, e é preciso ter consciência de que quando a esmola é muita, s santinhas deviam desconfiar!

Maquiagem – BeYu Lengthening Mascara

6 Jul
BeYu Lengthening Mascara - Cor 1 - Black

BeYu Lengthening Mascara – Cor 1 – Black

Hoje trago-vos uma análise da máscara BeYu Lengthening Mascara, que tive a oportunidade de testar. Dei uma dica do assunto de hoje no Facebook, por isso já não será surpresa para toda a gente.

A BeYu é uma marca alemã, pertencente ao mesmo grupo da minha amada, adorada e idolatrada Artdeco. Podem encontrar a BeYu nas lojas da cadeia Carlos Santos, cadeia essa especializada em produtos de cabeleireiro ou em algumas Perfumarias.

Na foto podem ver o efeito da máscara. Do lado esquerdo, não tinha maquiagem absolutamente nenhuma; do lado direito tenho máscara apenas nas pestanas superiores (1 camada). Esta máscara serve para alongar as pestanas e não é nem à prova de água nem resistente à água. Além disso, vem em pocket size, ou seja, é pequenina. Não tem perfume e é apropriada para olhos sensíveis e até para quem use lentes de contacto, sendo que está disponível em preto, castanho escuro e azul.

Estes foram os factos, agora vamos à minha opinião. Eu gosto desta máscara.  A marca, a BeYu, é bastante acessível e máscara é uma das tais coisas em que eu acho que se pode e deve poupar – a maioria das fórmulas é muito parecida de marca para marca, e se não nos fizer alergia, não há porque gastar muito dinheiro.

Esta máscara é realmente pigmentada (ou seja, tem muita cor, é realmente preta) e, como podem ver pela foto, alonga bastante as pestanas. Este alongamento deve-se, na minha opinião, à varinha. A varinha, a “escovinha” com que se aplica a máscara, é rígida, com cerdas em espiral e relativamente fina – este tipo de varinha geralmente resulta num alongamento das pestanas.

Outra coisa que me agrada nesta máscara é que não “esfarela”, ou seja, ao fim do dia, não seca em demasia e não se desfaz. Falando em não secar, esta máscara não deixa as pestanas (cílios) rígidas, mas fixa a curvatura na perfeição durante todo o dia. A fórmula é muito fininha, garantindo que se formam poucos grumos e que as pestanas não se colam umas às outras, o que também é muito bom!

Quando chega a altura de retirar este produto, a remoção é bastante fácil. Água morna e desmaquilhante ou água micelar resolvem a situação em três tempos. Quanto ao tamanho, eu até entendo a razão por detrás do facto. Em teoria, a máscara deveria ser trocada de três em três meses, porque tem um alto teor de água (o que pode potenciar o crescimento de micro-organismos que podem causar infecções nos olhos) e a maioria das máscaras é tão grande que é impossível gastá-las em três meses. Ainda assim, há sempre aquele standard da indústria cosmética ao qual estamos habituados.

Para resumir, à parte da questão do tamanho, acho esta máscara uma boa escolha para quem procure uma máscara de alongamento.

 

Notas: As fotos foram apenas editadas para garantir a uniformidade do tamanho das mesmas – não houve correcção de cor, luz ou outro qualquer elemento; as pestanas não foram recurvadas em nenhuma das fotos acima; a máscara foi-me cedida pela marca, mas esse facto não influência de maneira nenhuma a minha opinião sobre o produto.

Sorteio – Máscara Kiko [SORTEIO FECHADO]

28 Maio

Hoje venho com mais uma pequena alteração de pauta, mas que sei que vai ser bem vindo. Hoje seria dia de falar de cuidados de pele, mas acho que um sorteio é sempre boa ideia. Desta vez tenho para oferecer a uma leitora (ou leitor, porque não) uma máscara da Kiko Cosmetics.

Esta máscara é fantástica! A varinha é enorme, o que equivale a um volume igualmente enorme. O volume nas pestanas (cílios) faz o olhar mais profundo e penetrante, mais dramático.  Ainda falando no aplicador, este tem muitas cerdas aplicadas em espiral, o que quer dizer que vai cobrir todas as pestanas e também impedir que se colem demasiado  e que haja grumos.

A fórmula é muito flexível, o que quer dizer que as pestanas vão ter menos tendência a ficar duras e desconfortáveis. Esta máscara só está disponível em preto e tem 12mL, ou seja, mais do que o comum das máscaras. O cheiro não é desagradável e o tubo fecha bem, o que quer dizer que o produto tem menos tendência a secar. São só coisas boas!

[Lamento, mas este sorteio está fechado. Tenho sorteios frequentes, por isso, porque não subscrever ao blog para nunca mais perder um sorteio?]

Boa sorte! Aguardo ansiosamente os vossos comentários e se não ganharem mas se gostaram deste produto, podem encontra-lo aqui.

%d bloggers like this: