Tag Archives: inverno

Maquiagem – Pele De Veludo (Tendência)

14 Nov

Na moda Outono/Inverno 2013 vimos imenso esta tendência da pele aveludada. A pele aveludada não é só uma pele mate, é o equilibrio delicado necessário para que apele não tenha brilho porém continue luminosa. Confuso? Prometo que simplifico.

Pele de veludo

Há dois caminhos para chegar à meta que é a pele aveludada. Porém, têm as suas semelhanças: a pele precisa de estar limpa e bem hidratada, de preferência com um hidratante que seja oil-free, matificante ou que, em último caso, não deixe uma película à superfície da pele. O outro pré-requisito é que as imperfeições estejam corrigidas, o que se alcançará usando um bom corrector. Posto isto, vamos às duas técnicas:

  1. Uso de uma base mate ou aveludada – pois é, está o trabalho meio feito! Realmente é a solução mais rápida e prática, mas tem os seus senãos. Para que a face não pareça plana (algo que acontece frequentemente quando se usa uma base muito mate ou se exagera no pó), será preciso algum contorno para redefinir feições. Um bronzer deve ser aplicado nos pontos de contorno normais (em especial por baixo do osso da face e no côncavo dos olhos, podendo aqui ser substituído por uma sombra neutra). Para dar a luminosidade que se pede, então, à pele de veludo, a opção será usar uma sombra mate mais clara do que a pele em três a quatro tons e aplicar nos pontos altos da face, como o osso da sobrancelha, o osso das faces, cana do nariz e topo do lábios superior (o “arco do cupido”). O jogo luz/sombra e o acabamento da base escolhida fazem o efeito completo;
  2. Matificar uma base – se a base de que dispomos não é já de si mate, então há também algo a fazer. Tudo vai começar com um primer matificante se houver essa disponibilidade. Depois, já se falou, corrigir a pele e, claro, aplicar a base. Agora é ir pegar no pó e usar de modo a que a pele fique bem matificada na zona T (testa, nariz e queixo) e menos bem empoada nas faces. O contorno já descrito pode ser feito se for necessário, se bem que por não se ter matificado totalmente as faces não fará a face tão plana, mas o iluminador pode ser dispensado.

Para acompanhar a pele mate, eu gosto de ver um blush também ele mate e os olhos ou os lábios com bastante brilho. Assim não se correrá o risco de parecer datado ou demasiado seco e empoado, o que não favorece ninguém! Isto é porém a minha opinião pessoal, e há aqui imensa liberdade de escolha. Eu iria pela utilização de um blush mate, sombras totalmente mate e uns lábios com um gloss super brilhante (estilo efeito molhado) porque é o que mais aprecio. Poder-se-ia utilizar uma sombra cintilante ou com glitter até, só desaconselho a acetinada porque nem é mate nem é brilhante – fica ali no meio e “perde-se” completamente.

Penso que as pessoas com pele mista ou oleosa gostaram mais deste look, é natural que quem tem a pele seca antes prefira algo mais luminoso. Falaremos dos meus iluminadores favoritos amanhã! As pessoas com pele matura devem evitar este efeito na pele porque muito pó envelhece e marca muito, sendo que devem optar por algo mais leve e luminoso se quiserem disfarçar o facto da pele já não estar completamente jovial.

Maquiagem – Sombra Cinzenta

12 Set

Uma das grandes tendências para o Outono de 2013, a sombra cinzenta. É uma cor que tende a ser difícil de trabalhar, muito à semelhança da sombra cor-de-rosa, mas não é um bicho de sete cabeças. Nada que um bom par de dicas não resolva!

Galliano Outono 2013 Fall Makeup

Galliano Outono 2013

A questão com o cinzento é que, por vezes, tende a tornar mais óbvios os tons cinzentos do nosso rosto, tons esses que associamos ao estar doente e cansado porque é essa a cor que a pele toma quando nos sentimos sem energia, é essa a cor das olheiras (e quem é que quer que as suas olheiras pareçam mais fortes?) e é essa a cor que adquire uma pele baça que parece ser pouco ou mal cuidada. É também esse o efeito, o de acinzentar a pessoa, que o cinzento pode ter em pessoas com um tom de pele quente (mais amarelado), de modo que, para quem tenha a pele mais rosada é muito mais fácil usar um cinzento médio ou mais sob o claro.

As sombras cinzentas podem, como qualquer cor, ser claras ou escuras. As mais fáceis de trabalhar são, sem a menor sombra de dúvida, as mais escuras. Usam-se como a sombra preta, simplesmente são mais suaves e discretas – com ela podemos delinear os olhos para quando não queremos apostar no drama da sombra preta, podemos fazer um smokey eye cor de fumo (apropriado…) e podemos dar um pouco de profundidade a um look menos carregado mantendo-o, ainda assim, suave. O cinzento escuro é daqueles tons que devia obrigatoriamente estar presente no arsenal das pessoas de pele mais clara porque tende a favorecer imenso independentemente da cor dos olhos. Aliás, é um tom neutro – chumbo, aço, antracite e tantos outros tons de cinzento são perfeitamente utilizáveis no nosso dia-a-dia e podem e devem ser combinados com outras cores.

Quanto aos cinzentos claros, começamos a ter uma pequenina dificuldade. Todos nós já vimos como é feio e datado andar-se por aí com uma sombra branca ou pastel opaca, é algo que fica feio e não serve propósito absolutamente nenhum (sem ser a gracinha de combinar a sombra com a roupa). O cinzento claro pode cair no pastel, e esta cor deve ser evitada no geral – qual cinzento é mais claro do que a nossa pele depende de como é que nós somos e estamos! O que é claro para mim não o será para uma pessoa mais clara do que eu e o que é mais escuro do que a minha pele pode não ficar bem numa pele mais escura do que minha. Excepção feita aqui para  o prateado, que é um cinzento com muita reflexão de luz (metalizado, muito brilhante ou em glitter, por exemplo) – ainda assim, estes tons devem idealmente ser reservados para ocasiões festivas e/ou detalhes.

Há cuidados a ter na escolha da sombra uma vez que se está na loja – nem todos os cinzentos são realmente cinzentos “puros”, se olharmos bem e em especial com acabamentos cintilante (que acaba por cair na categoria do prata ou do metalizado), não raras vezes vamos encontrar sombras que quando aplicadas e muito em particular, esbatidas, acabam por ficar com um tom azulado, esverdeado ou arroxeado na pele. Se, em grande parte, isto se deve ao tom da nossa pele que consegue “ultrapassar” a sombra na sua aplicação menos opaca, outra parte deve-se ao facto de que muitas vezes as marcas fabricam cores com tons subtis que fogem ao cinzento/prata exactamente para contrariar o efeito de “empalidecer” a pessoa. Tanto assim que quem geralmente foge aos azuis mais subtis (azul céu, por exemplo) tende também a não gostar de se ver de cinzento médio e claro. Este truque dos subtons que as marcas colocam nas sombras cinzentas pode resultar ou não, mas isso já são outros quinhentos! Contudo, não há nada como experimentar e, quando ser vai às compras, ir com olhos de ver!

Quanto à tendência Outono 2013, a sombra cinzenta vai usar-se aplicada pela pálpebra móvel e bem esbatida, num efeito a roçar o transparente. É só mesmo um nadinha de “fumo” para que os olhos não se apresentem nus.  É conjugada com lábios mais fortes, tom de vinho, vermelho ou até mesmo rosa, mas as cores mais quentes (laranjas e alaranjados bem como pêssegos) ficam de parte quando se quer seguir esta nova tendência.

É uma cor que usam ou já usaram? Visto que vai ser moda na próxima estação, gostariam de experimentar?

Novidades – OPI San Francisco (Vernizes Outono/Inverno)

7 Ago

Há já séculos que não falava de vernizes aqui no Invicta Maquiagem e nada melhor do que “voltar à carga” com uma colecção para o Outono/Inverno de uma das minhas marcas de verniz favoritas!

OPI San Francisco Outono/Inverno 2013

OPI San Francisco Outono/Inverno 2013

A OPI (lê-se ou-pi-ai) lança uma colecção inspirada em San Francisco, uma cidade da costa oeste dos Estados Unidos, banhada pelo Oceano Pacífico (ah-ha, eu estava presente nas aulas de Geografia!).

Trata-se de uma colecção muita grande para os padrões da OPI, são 15 vernizes diferentes com 3 acabamentos distintos! Temos 6 vernizes cremosos (o acabamento mais comum dos vernizes que conhecemos), 6 com brilho e 3 com acabamento areado.

OPI San Francisco 2013

OPI San Francisco 2013

A OPI é conhecida por ter sido um pouco pioneira a dar nomes aos vernizes que são piadas ou alterações de nomes de pessoas, lugares, etc. mas com toda a sinceridade não fazem sentido nenhum se não se entender Inglês e/ou não se entender a referência. Olhar aos nomes é, com toda a frequência, um teste à cultura geral.

Há cores para todos os gostos, desde o bege, vermelho, azul… Tenho a certeza que há pelo menos um destes vernizes para cada pessoa, eu cá já tenho os meus olhos postos nuns quantos, mesmo sabendo que demorará meses a fio encontrá-los nas Perfumarias cá em Portugal e a um preço proibitivo (o que não acontece noutros países).

OPI Colecção San Francisco 2013

OPI Colecção San Francisco 2013

Novidades – Perfume Downtown Calvin Klein

17 Jul

Querem ver a Rooney Mara sorrir? Querem? Querem?

Rooney Mara para Calvin Klein apresentando o novo perfume Downtown

Rooney Mara para Calvin Klein apresentando o novo perfume Downtown

E podem ver tamanho feito na apresentação do novo perfume Calvin Klein, o Downtown. É uma daquela frangrâncias para agradar a Gregos e Troianos, floral amadeirada, de tempo quente ou frio, de dia ou de noite, aquele cheirinho que não é um perfume marcante, mas também não é qualquer água com cheirinho.

Posto isto, vou já avisando que a gardénia é a nota mais proeminente (para saber o que isto significa ao certo, cliquem aqui), o que me agrada já que é uma das minhas flores favoritas e sem sombra de dúvida um dos meus aromas favoritos. Depois temos o cítrico limão para dar um frescor à mistura e “cortar” aquele aroma profundo e doce da gardénia. Para combinar com a profundidade da gardénia temos incenso e almíscar e para combinar com o limão a acidez da bergamota. Andamos no vai-e-vem entre o profundo e doce com o cítrico para não enjoar.

É uma inovação para a Calvin Klein, não é o que esperamos da marca geralmente. Acho que na nossa mentalidade colectiva a Calvin Klein ainda está associada ao unisex, ao look andrógino e minimalista anos 90 não só na roupa como nos perfumes. Como tal, a marca está a tentar inovar e deixar os anos 90 para trás sem perder a filosofia unisex de certo modo. Porém, este perfume é feminino, não consigo ver o público masculino em geral a usar esta fragrância.

Deixo-vos o filme de apresentação do perfume, filme esse lindo e bem realizado. Fala, sem dúvida, muito mais eloquentemente do que eu!

Inspiração

10 Mar
Dolce & Gabbana - Outono Inverno 2013/2014

Dolce & Gabbana – Outono Inverno 2013/2014

Dolce & Gabbana - Outono Inverno 2013/2014

Dolce & Gabbana – Outono Inverno 2013/2014

A sinceridade é uma coisa importante, certo? E eu sou sincera convosco, certo? Então eu sinceramente confesso que não sei se gosto mais da maquiagem ou do restante styling, incluindo a coroa.  Estas imagens foram do desfile da Dolce & Gabbana para o Outono/Inverno 2013-2014. Não sou grande fã da marca, mas eles excederam-se este ano e adorei quase tudo o que mostraram. Ah, se a minha carteira não tivesse fundo…!

A maquiagem é basica, eyeliner líquido e batom cor de vinho, pele bem trabalhada a nível de base bastante reflectiva e iluminada e corrector, com um bocadinho de nada de contorno. Nada de blush e sobrancelhas bem penteadas, espessas, mas não excessivamente definidas.

Cuidados De Pele – Cieiro

3 Dez

Pronto, pronto, cieiro é uma palavra um pouco feiosa, mas queilite (o nome cientifico  também é. Pior mesmo que o nome, só mesmo a sensação de ter os lábios secos devido ao frio.

O famoso lip balm Eos

O famoso lip balm Eos

O ar frio em geral e o seco em particular nunca é bom para a pele, e se esse ar vier sob a forma de vento, ainda é  mais prejudicial porque é a forma segura de secar e desidratar a pele. Normalmente queixamo-nos mais de cieiro nos lábios e o mais normal é pegar no batom de cieiro que como o próprio nome indica serve para o propósito. É este o nosso assunto do dia.

O ar invernal não é a única causa para este desconforto, para estas pequenas fissuras nos lábios que são tão dolorosas e que podem chegar a sangrar. Outras causas são a água, a própria saliva, o álcool e até alguns batons. A pele seca é muitíssimo menos elástica e, como tal, ao falar, sorrir ou comer, sentimos a pele a repuxar e a querer rebentar.

O lip-balm, batom de cieiro, bálsamo labial ou simplesmente hidratante labial tem como função principal proteger e hidratar os lábios. Os ingredientes principais são ceras especiais e, como tal, são muito eficazes a isolar os agentes que agridem a pele e para dar conforto instantâneo, mais até do que a hidratar.

Há bálsamos em batom e em pote, sendo que os últimos são menos práticos porque exigem o uso do dedo ou de um pincel para aplicar, mas também costumam ser mais emolientes e mais eficazes. Há bálsamos com e sem cor, com mais ou menos brilho e nisso a preferência é puramente pessoal, assim como no sabor e aroma. É uma questão de experimentar, já que cada pessoa tem os seus gostos. Eu, pessoalmente, gosto dos da The Body Shop, do EOS, do Leti Balm (venda em Farmácias) e do (polémico) Carmex, mas só o de cereja (também em Farmácias).

O batom de cieiro ou produto para o mesmo efeito deve ser aplicado antes de sair de casa, antes de dormir e sempre que seja necessário. Não vicia, ao contrário do que se diz; antes, habituamo-nos ao conforto que nos dá. Quanto a maquiagem, enquanto sentirem cieiro, não recomendo o uso de batons matte, dado que podem secar ainda mais os lábios.

Já sabem, é proibido arrancar as pequenas peles que ficam nos lábios e esfoliar os lábios antes de os hidratar não é nada boa ideia! Usar o creme de rosto nos lábios também não é recomendável porque a pele dos mesmos é muito mais fininha e tem necessidades específicas.

Novidades – Tendências De Outono

1 Ago

O primeiro de Agosto é o primeiro do Inverno, mas hoje aqui no Invicta Maquiagem, o primeiro de Agosto é o dia de falarmos de tendência de Outono. Vamos ver?

Batom Vermelho

Marc by Marc Jacobs, Outono 2012

Marc by Marc Jacobs, Outono 2012

Não há nada no mundo da maquiagem que me encha mais as medidas. O batom vermelho é o produto de culto para mim. Nada se pode comparar a sair de casa com aquele tom de vermelho mais do que perfeito e receber elogios por todas as razões certas! Prometo-vos uma explicação exaustiva sobre batom vermelho para breve!

Pele Imaculada

Oscar de la Renta - Outono 2012

Oscar de la Renta – Outono 2012

Nunca sai de moda, muito por vaidade nossa – mas desta feita, a pele imaculada vem acompanhada de muita luz (pronto, muito iluminador) e daquele acabamento semi-matte e quase, quase húmida. O truque é uma boa base, de qualidade, e adequada à pele. Corrector é indispensável e um iluminador líquido nos pontos altos da face ou pelo menos nos ossos das faces, bem como um blush com algum brilho fazem parte integrante deste look. Evitem pó se possível; se não for possível, usem o mínimo que conseguirem e restrinjam o uso à zona T (queixo, nariz e testa).

Lábios Escuros

Bottega Veneta- Outono 2012

Bottega Veneta- Outono 2012

Castanhos, roxos, cor de vinho… Pelos vistos esta é a estação certa para chamar a atenção ao lábios. Escolher o tom escuro certo não é tão difícil como parece! Quem tenha um tom mais amarelo na pele, deve ir por cores quentes como um roxo mais avermelhado ou um bordeux mais vermelho; quem tem um tom mais rosado na pele, tem carta branca para escolher roxos mais vivos, bordeux mais frios (mais roxos) e cor de frutos vermelhos. Para as meninas com lábios mais carnudos, vale tudo em termos de textura, apesar de eu achar mais bonito o matte; para quem tem os lábios mais fininhos, uma camada de gloss por cima do batom resolve a questão.

Smokey Eye Castanho

Loewe - Outono 2012

Loewe – Outono 2012

Assim que arrefece, confesso que vou pegar nas minhas (tão confortáveis!) sombras castanhas. Entre o mogno, café e chocolate há tons lindos, que dizem bem com tudo e que ficam bem a toda a gente!

%d bloggers like this: