Tag Archives: dicas

Cuidados de Pele – O Tipo de Pele

19 Nov

O primeiro post de cuidados de pele do Invicta Maquiagem versou sobre os tipos de pele e como os identificar. Continuo a ver tanta desinformação sobre o tema que não me canso de bater na mesma tecla! Revisitamos hoje este artigo de Março de 2012.

Invicta Maquiagem

Depois de pensar um pouco, achei que o melhor mesmo era “começar pelo começo”. Que sentido faria estar a recomendar produtos e tratamentos e dizer que eram excelentes para uma pele seca ou para uma pele oleosa se não cheguei a explicar como saber qual é qual? Aproveito a segunda-feira e o primeiríssimo artigo sobre cuidados de pele para colocar tudo em “pratos limpos”.

Infelizmente, não é fácil determinar o tipo de pele de cada um. Não só porque o tipo de pele muda consoante vários factores (que vamos discutir em breve), mas porque podemos ter características de um e de outro tipo de pele. Por exemplo, a minha pele é mista com tendência a oleosa e sensível. Vêm? São três tipos de pele no rosto de uma pessoa só! Vou tentar simplificar para que também possam determinar o vosso tipo de pele.

Pele Oleosa

A maioria de nós já teve este…

View original post mais 541 palavras

Anúncios

Cuidados De Pele – A Máscara Certa Para Mim

18 Nov

Nem sempre é fácil escolher estas coisas, partimos do princípio que a escolha deve ter por base o nosso tipo de pele e é bem verdade, mas há sempre mais qualquer coisa a ter em conta! Antes de mais, convém que saibamos o nosso tipo de pele.

máscara facial beleza

Pele Seca ou Sensível – É a pele que mais sofre com agressões, logo, não deve nunca descurar as máscaras para ajudar a hidratar e acalmar a pele. A máscara deve ser cremosa, sem caulino ou outro tipo de argilas e não deve ser do tipo que tem pequenas esferas esfoliantes.  Devem ser aplicadas em camada generosa, deixadas por 10 a 20 minutos e depois o excesso deve-se retirar com um disco de algodão sem esfregar. Uma boa máscara para pele seca trará um novo conforto à pele e, regra geral, podem ser deixadas durante a noite na pele desde que não contenham ácidos (ou seja, sirvam só para hidratar e não para rejuvenescer). A máscara hidratante da Avéne é a que mais gosto de recomendar.

Pele Oleosa – É o tipo de pele para o qual eu recomendo máscaras sem pensar duas vezes. Vai ajudar a controlar o óleo porque o absorve e e vai fazer uma limpeza mais profunda do que o regime de cuidados do dia-a-dia faz. As peles com acne podem e devem usar também máscaras, a minha favorita para pele oleosa e/ou acneica é a da Sampar que recomendo com imensa frequência, mas há boas máscaras de argila no mercado. O truque é usar a máscara de caulino/argila, deixar apenas 10 a 15 minutos conforme recomendado na embalagem (varia consoante a marca ou o produto em si) e usar logo de seguida uma máscara hidratante. Estamos a retirar óleo e logo a seguir a colocar hidratação, ou seja, a pele vai responder melhor e, com o tempo, a produção de óleo tenderá a diminuir. Também é uma excelente ideia para que a pele não fique demasiado sensibilizada. Já se sabe, depois de retirada a máscara para pele oleosa (deve-se retirar com água), é necessário aplicar hidratante ainda que não se deseje fazer a máscara hidratante.

Pele Mista – Geralmente é quem menos procura máscaras, mas não é que não beneficie delas! A pele mista a oleosa deve usar uma máscara para pele oleosa seguida de um bom hidratante e a pele mista a seca, deve usar uma máscara hidratante, porque hidratação nunca é demais. Uma auto-mini facial é sempre bem vinda, não é?!

As máscaras têm como principal objectivo dar um empurrãozinho ao tratamento que já fazemos, é um complemento que pode mudar tudo para melhor e, uma vez que nos habituemos a elas, não há volta a dar, apaixonamo-nos. Quem nunca experimentou deve fazê-lo na minha opinião, o quanto antes!

Cabelo – 5 Alimentos Para Um Cabelo Lindo

10 Nov

Enquanto que para a pele, mudanças (para melhor ou pior) na alimentação se podem ver em questão de uma, duas semanas, quando se fala de cabelo, dois ou três meses podem não ser suficientes para ver os resultados por completo. Assim, é preciso insistir muito e, sobretudo, ter fé! Vamos ver os 7 melhores alimentos para um cabelo bonito, saudável e brilhante!

7 alimentos cabelo bonito lista

  1. Salmão – sendo que o selvagem é ainda melhor. Tem vitamina D e ómega 3, gordura essencial ao bom funcionamento do organismo como um todo. 3% do folículo do cabelo tem estes ómega 3! Sem eles, não há cabelo saudável de maneira nenhuma. Sardinhas, arenque, truta e abacates têm os mesmos benefícios;
  2. Nozes – além de terem os benefícios que o salmão tem por causa dos ómega 3, têm biotina. A falta de biotina no organismo leva a queda de cabelo acentuada e não é isso que queremos, certo? Têm ainda um bocadinho de cobre, que mantém o cabelo lustroso;
  3. Ovos – proteína e, mais importante até para o cabelo, zinco, selénio, enxofre e ferro. O ferro é especialmente importante porque promove um bom aporte de sangue bem oxigenado à raiz do cabelo, fazendo com que este receba tudo aquilo que quer e necessita para o melhor desenvolvimento possível;
  4. Espinafres – têm ferro como acabámos de falar mas têm também vitamina C. A falta da vitamina C leva a que o cabelo seja muito quebradiço e não adianta muito que nasça e cresça se é para se quebrar logo! Encontramos vitamina C também em kiwis, citrinos (como laranja e tangerina) e frutos vermelhos.
  5. Iogurte Grego – versões light podem ser a opção para quem não gosta por sentir demasiada gordura nestes iogurtes extra-cremosos. Já sabemos que tem proteína, estrutural para o cabelo, mas tem também vitamina B-15 (que costuma ser muito adicionada a produtos para condicionar o cabelo, talvez a denominação “ácido pantoteico” faça lembrar uma certa marca e um certo ingrediente). Sei que para quem não consome lactose pode ser uma má notícia, mas nesse caso, há já produtos sem lactose com vitaminas adicionadas.

Cuidar Das Pestanas (Cílios)

7 Nov

Quem não gosta de umas pestanas/cílios lindas e bem cuidadas? Há aquelas pessoas abençoadas que não precisam de fazer nada às suas pestanas para que elas fiquem sempre perfeitas, mas o comum dos mortais deve ter especial atenção a algo que embeleza o nosso olhar sempre.

Pestanas longas e bem cuidadas

Pestanas longas e bem cuidadas

As pestanas existem para proteger os nossos olhos e, sem sombra de dúvida, umas pestanas longas, fortes, bem cuidadas e escuras abrem o olhar e dão-lhe muito mais expressão. Assim, é natural que quando as nossas pestanas já viram dias melhores, tentemos fazer algo. Com a idade é normal que as pestanas fiquem em número mais reduzido e, também, que comecem a perder a cor. Em pessoas de pele e cabelo claro isto acontece mais rápido, bem como em pessoas de origem Asiática. É a progressão normal das coisas mas há certamente alguns cuidados que quem quer cuidar melhor das suas pestanas pode ter.

O mais primordial, o básico dos básicos, é retirar bem a máscara antes de deitar. Um cotonete impregnado de desmaquilhante de olhos ou água micelar retira a máscara de maneira eficaz. Se a máscara for à prova de água, recomendo um desmaquilhante bifásico, daqueles que tem duas cores, mas efectivamente máscara à prova de água é de evitar tanto quanto possível em pestanas que não se encontrem em condições ideais já que é mais agressiva que as outras. Ah, e ao secar os olhos depois de lavar o rosto, nada de esfregar com a toalha! Batidinhas leves são o a solução.

Escusado será dizer que puxar, esfregar e outras agressões também não são boas, de modo que aplicar máscara e retirá-la com movimentos suaves e ter o cuidado de evitar tocar nos olhos durante o dia – acontece imenso mesmo que não tenhamos consciência de que o estamos a fazer. A raiz das pestanas é delicada, por isso, mimá-la é uma boa escolha. Falando em raízes e puxões, quando se fala em recurvadores de pestanas (curvex), apertar com muita força, apertar durante muito tempo, puxar ou, então, usar o recurvador tradicional depois da máscara aplicada está proibidíssimo! Pode até parecer contra-intuitivo, mas nisto os recurvadores a quente são muito mais gentis! Não são quentes de modo a queimar, aliás, até são usados em pestanas de plástico (se fossem quentes, derretiam as mesmas), por isso, sem medos.

Voltando à máscara, esta deve durar 3 a 4 meses, não mais. Se houver uma infecção, conjuntivite, ou outro problema do género, a máscara que se estava a usar deve ir para o lixo (idealmente as sombras também). Só se deve tornar a usar maquiagem de olhos quando tudo voltar ao normal e já tivermos a certeza que a infecção passou há uns bons dias.

Quando se usar pestanas postiças, que são óptimas para um evento especial por exemplo, é de evitar a cola à prova de água. Não que seja prejudicial em si, mas como é mais difícil de retirar, vai ser mais provável danificar as pestanas no processo. Uma cola boa e que não faça alergia deve ser usada e para se retirar, um algodão embebido em água morna ou desmaquilhante deve ser pressionado nas pálpebras por 30 segundos a 1 minuto antes de se deslizar o algodão, levando com ele maquiagem e pestanas postiças.

Há produtos no mercado que prometem condicionar as pestanas, e ter pestanas que não são quebradiças é muito positivo. Isto porque uma pestana tem um ciclo de 3 meses: demora 2 meses a crescer até o seu tamanho máximo, fica um mês quietinha no seu sítio de depois cai para dar lugar a outra – isto em situações normais, claro. Quem tem pestanas quebradiças, além de as limpar, pode optar por este tipo de produtos. Há quem use vaselina mas eu não me sinto lá muito confortável ao aplicar vaselina directamente tão perto dos olhos. Recentemente vi recomendado o Aquaphor da Eucerin para condicionar pestanas e até testei, mas felizmente não sou a pessoa mais indicada para dizer se resulta ou não porque (graças a Deus) nunca tive pestanas quebradiças. É algo a experimentar, caso possam!

Para mais artigos sobre este tema em particular, recomendo:

Maquiagem – Pestanas Recurvadas

Perguntas E Respostas 12: Máscara Engrumada

Maquiagem – 5 Dicas Para Pestanas Mais Destacadas

Cabelo – Esfoliação Do Couro Cabeludo

27 Out

Esfoliamos os pés para os deixar suaves, esfoliamos os lábios para os deixar mais bonitos, esfoliamos o rosto para e pele ficar em melhores condições. E o couro cabeludo? Fica esquecido quase sempre. Vamos ver porque se deve fazer esfoliação, quem deve fazê-lo, quando e como.

esfoliação, exfoliação, cabelo

Esfoliar o couro cabeludo promove uma pele mais saudável e, consequentemente um cabelo mais saudável. O propósito de esfoliar é sempre o mesmo: retirar as impurezas e as células mortas permitindo que uma pele mais saudável e essencialmente limpa se revele. Se a beleza da pele da cabeça não é muito importante porque (em condições ideais) não se vê ou se vê muito pouco, a sua saúde é importantíssima porque a falta dela traduz-se em caspa, cabelo mais fino, frágil, com textura desagradável e em muitos daqueles dias-não em que o cabelo faz o que quer e ninguém manda nele.

Mas será que a esfoliação do couro cabeludo é para toda a gente? Não, não é. É para quem não lave o cabelo pelo menos 3 vezes por semana em média, para quem use muitos produtos e para quem tenha o couro cabeludo muito oleoso ou muito seco. É desaconselhado para quem tenha o couro cabeludo sensível, independentemente do motivo dessa sensibilidade.

A esfoliação dá uma sensação de limpeza profunda sem retirar a hidratação do cabelo e sem deixá-lo em mau estado, sendo que também promove a circulação sanguínea, o que leva a um cabelo mais brilhante e saudável a médio/longo prazo. Pode fazer-se em cabelo quimicamente tratado (cor, permanente, alisamento, etc.), mas nunca 2 semanas antes do tratamento nem 2 semanas depois do mesmo. Se não se lava o cabelo com muita frequência (3 vezes por semana ou mais constitui frequência neste caso) ou se se tem o couro cabeludo muito oleoso, a esfoliação pode ser feita semana sim, semana não. De contrário, apenas uma vez por mês.

Este tratamento pode ser feito no salão, é ideal para quem se quer sentir mimada, luxuosa e glamourosa. Ter um bom profissional a tratar de nós é sempre bom. Porém, se o fim do mês ainda está bem longe, a solução caseira é um champô removedor de resíduos (à venda em lojas de produtos para cabeleireiros) misturado com um esfoliante natural como sêmola de milho e, se se desejar, duas ou três gotas de um óleo essencial de preferência (rosmaninho, hortelã, canela ou lavanda são consideradas boas escolhas por quem entende do assunto). A mistura deve ser massajada com as pontas dos dedos no couro cabeludo, sem exercer pressão em demasia; não se deve exercer mais pressão do que se exerceria se se tratasse de uma esfoliação ao rosto. Depois, deve enxaguar-se muitíssimo bem não só por causa do champô como das partículas que se lhe adicionou. De seguida, é importante condicionar ou usar uma máscara de cabelo sem chegar às raízes, enxaguando novamente. É realmente necessária atenção e cuidado para que não se deixe a máscara chegar à raíz do cabelo, dado que acabamos de lhe tirar o excesso de produto e não queremos logo estar a colocar o produto que retiramos propositadamente! Depois da esfoliação também aconselho evitar o uso de secador, dado que o calor vai fazer com que o sangue ainda vá mais para o couro cabeludo e pode causar irritação. E, claro, nada de esfregar com a toalha, também.

Eu, pessoalmente, odeio esfoliações do couro cabeludo. Eu não gosto que me mexam no cabelo nem na cabeça, fico incrivelmente nervosa. Quando vou ao cabeleireiro até lavo o cabelo em casa e não é por forretice! É mesmo porque odeio profundamente que me mexam no cabelo e cabeça e fico intratável. Estou com sorte, tenho o couro cabeludo sensível e lavo com frequência, de modo que nem sequer é recomendado para mim.

Maquilhagem Masculina

20 Out

Hoje chamei uma pessoa que já considero uma amiga, a linda Paula do Pulit4’s Blush. É também maquilhadora profissional, super talentosa e tem um grande futuro profissional pela frente – não sou só eu que digo, há também profissionais de alto gabarito que a conhecem a dizer isso, ouvi eu! Por isso, por favor, espreitem o Pulit4’s, onde ela fala de tudo o que gosta!

maquiagem maquilhagem cuidados de pele homem

Alô alô beldades!

Foi com muito gosto que recebi o convite para escrever no blog Invista Maquilhagem não só por ser uma excelente fonte de informação mas também porque a Barbara é uma pessoa fantástica! Espero que gostem.

Escolher o tema não foi fácil mas acabei por decidir falar de algo menos comum mas interessante: Maquilhagem Masculina.

Regra geral, os homens não gostam de se maquilhar porque acham algo demasiado “feminino”… No entanto este preconceito tem vindo a mudar e cada vez mais há uma aceitação da possibilidade de usar maquilhagem em épocas especiais como, por exemplo, no dia do casamento.

Qual a diferença entre maquilhagem feminina e masculina?

A diferença é a naturalidade! Enquanto que numa mulher, por muito natural que seja a maquilhagem, apercebemo-nos sempre dessa aplicação nem que seja pela máscara de pestanas, num homem a intenção é que a alteração por intervenção de maquilhagem seja completamente disfarçada e de preferência imperceptível.

maquiagem maquilhagem masculina

E como fazemos isso?

Desengane-se quem pensa que é fácil… mas é possivel.

Cuidar da pele. Uma boa limpeza com produtos apropriados para o tipo de pele da pessoa é essencial. Depois devemos utilizar uma loção ou primário que controle a oleosidade que é um problema frequente no grupo masculino.

Utilizar uma base de cobertura leve ou até mesmo ficar pelo BB cream, sempre com acabamento mate. Reforçar em áreas mais problemáticas e usar corrector só em caso de necessidade extrema em espinhas ou vermelhidões muito fortes.

Corrigir a olheira em caso de coloração agravada. Nunca devemos fazer uma correcção completa porque o homem tem que ter alguma olheira, caso contrário fica muito “fake”.

Matificar a pele e fixar a maquilhagem com um pó translúcido. Cuidado com os brilhos! Queremos um acabamento mate.

Preencher e pentear apenas ligeiramente as sobrancelhas. Uma sobrancelha forte com um pequeno toque desarrumado dá um ar de “macho”e se for feito de forma correcta ninguém vai saber. Além disso, em pessoas menos jovens esta técnica permite devolver uns aninhos 😉

Podemos aplicar máscara transparente para realçar os olhos e limpar vestígios de base mas não mais do que isso.

É importante fixar a maquilhagem com um spray fixador para que dure o dia todo sem preocupações.

Além destes passos no inicio da aplicação da maquilhagem podemos também cuidar dos lábios fazendo uma pequena exfoliação (mel e açúcar ou um exfoliante próprio para o efeito) e aplicando um balsamo labial. Depois do trabalho executado convém remover o excesso de balsamo para que não fique um efeito gloss nem brilhos indesejados.

E está feito! Nada de blush, nada de sobras, nada de eyeliners! Desta forma o homem vai continuar a sentir-se Homem e nas fotos vai parecer tão cuidado quanto a noiva 😉

Espero que tenham gostado 😉

Big Kiss

*Pulit4*

O drama da Acne

19 Out

Hoje convidei a consultora de imagem Soraia Farinha do Love Your Style para vir cá falar connosco. Se é verdade que talvez o trabalho dela seja mais direccionado para a moda e imagem como um todo, também é verdade que é maquilhadora profissional e que o seu trabalho é muito bom! Espero que visitem o blog dela e conheçam melhor o trabalho desta Algarvia de adopção.

O meu drama com o acne…….

O meu drama com o acne começou bem cedo na minha vida, mal a adolescência chegou as malditas borbulhas vieram com ela. Toda a minha cara era um campo de batalha para as hormonas: borbulhas vermelhas ou prestes a implodir, pontos negros que mais pareciam crateras negras, oleosidade até mais não, manchas, you name it i have it.

Depois de muitos cremes e tentativas frustradas, só mesmo depois de uma consulta no dermatologista, e outra na ginecologista (sim porque é importante trabalhar também a parte hormonal), é que finalmente consegui ver alguma luz ao fundo do túnel.

Na altura, tinha eu os meus 15Copiar uma entrada/16 anos, e o senhor dermatologista ao olhar para a minha cara, receitou-me resmas de cremes com uma rotina de aplicação de doidos, que consistia em andar a hidratar a minha pele de 2 em 2 horas.

Ora sendo eu uma adolescente a frequentar o secundário, essa rotina significava que teria de ir todos os intervalos para a casa de banho besuntar a cara com um creme super espesso para que a minha cara passa-se a parecer um holofote de tanta oleosidade?! Yeah right!!

Está-se mesmo a ver que a minha disciplina no cumprimento da rotina de aplicação dos produtos foi bastante deficiente, no mínimo. Para além disso o tratamento era complementado com a toma de comprimidos que actuavam internamente ao nível da renovação celular da pele.

O tratamento durou 6 meses e nem tudo correu lindamente, pois quando somos jovens tudo é um drama, e o meu era de andar com a pele a escamar. Lá está porque é que a rotina da hidratação era importante, mas entre andar a escamar ou a escorrer óleo, resolvi optar pela primeira.

Foram 6 longos meses, todos os dias lá estava eu em frente ao espelho a admirar a minha pele, e mesmo que esta estivesse uma desgraça (e normalmente estava!) eu notava as pequenas diferenças, conseguia ver umas réstias de pele saudável aqui e ali a surgirem lentamente, e isso deu-me alento para começar a ser mais disciplinada em relação aos cuidados de rosto, e mais criteriosa na escolha dos produtos que usava.

Sem dúvida que a disciplina (ou a preguiça) é o nosso pior inimigo do que toca a cuidados de rosto: desmaquilhar, limpar, tonificar e hidratar todos os dias, de manhã e à noite, foi uma rotina complicada de instituir, mas hoje posso dizer orgulhosamente que estou convertida.

Este é um post diferente, trata-se da partilha de uma experiência pessoal, com a qual muitas pessoas se podem identificar, e como tal, a mensagem que gostaria de passar é que nada se consegue sem trabalho, e com a nossa pele o princípio é o mesmo. Se não formos disciplinados, se não tratarmos da nossa pele com todo o amor e carinho, não podemos exigir milagres, e muito menos ficar tristes porque não temos uma pele tão bonita como a da nossa amiga.

Na maior parte das vezes, termos a pele dos nossos sonhos (atenção que não há peles perfeitas, o Photoshop não é real) está ao nosso alcance. Dá trabalho, mas sem dúvida que vale MUITO a pena.

Passando à parte prática da questão, vou agora mostrar alguns dos produtos que usei após o tratamento dermatológico e que muito me ajudaram a conseguir uma pele mais saudável. Atenção, que estes são os produtos que resultaram comigo, cada caso é um caso e antes de optarem por algum produto investiguem-no a fundo, e se necessário, peçam aconselhamento profissional.

Uma das marcas que mais me ajudou foi a Clinique. Desde logo a marca foi-me indicada pelo meu dermatologista, tanto a nível de cuidados de rosto, como ao nível da maquilhagem, principalmente na questão da base que é o produto que mais interfere na qualidade geral da pele do rosto. Após muita pesquisa sobre a marca, quando me dirigi à loja tive a sorte de encontrar uma consultora da marca, uma óptima profissional, que me orientou na escolha de uma rotina que se adequasse ao meu tipo de pele, que é mista com um elevado grau de desidratação, que não se cingiu aos três passos convencionais de cada linha da marca.

Enquanto a Clinique tratava das borbulhas, poros, oleosidade e outras imperfeições, tive de procurar novos aliados para me ajudar com a desidratação, e após uma longa buscar encontrei a solução na Dior.

Durante alguns anos estes foram os produtos que fizeram parte da minha rotina diária:

Desmaquilhar e Limpar

Desmaquilhar e Limpar

Desmaquilhar convenientemente a pele é IMPORTANTÍSSIMO, e muitas pessoas esquecem-se que limpar e desmaquilhar não é a mesma coisa. Uma pele bem limpa é meio caminho andando para uma pela saudável, acreditem!

Tonificar E Hidratar

Tonificar E Hidratar

Depois de limpar, era importante tonificar e hidratar, e aí entrava a linha anti-blemish que é excelente. Mas como sentia que minha pele precisava de água/hidratação urgente, passei a usar um cuidado mais específico para esse campo, e ele veio através do Hydralife da Dior, que passou a ser o meu creme de noite.

Dior Hydra Life Pro Youth Sorbet Cream

Dior Hydra Life Pro Youth Sorbet Cream

Para além destes cuidados diários, houve ainda mais três produtos que ajudaram a fazer a diferença:

Anti-Blemish Solutions Liquid Makeup

Anti-Blemish Solutions Liquid Makeup

Ajuda imenso com o acne e com a oleosidade, com acabamento mate aveludado e cobertura moderada. Um boa aposta para o dia-a-dia.

Anti-Blemish Solutions Oil Control Cleansing Mask

Anti-Blemish Solutions Oil Control Cleansing Mask

Máscara purificante à base de argila. A sensação de limpeza é imediata, deixa a pele bem suave, pronta para receber o tratamento seguinte.

Esta máscara hidratante, em conjunto com o creme de noite também da Dior, foram a solução para os meus problemas de desidratação. Acabou-se a pele constantemente a escamar, principalmente na época de mais frio, em que não havia base que ficasse bem na pele.

Máscara Hydralife Dior

Máscara Hydralife Dior

Mais uma vez volto a referir que estes foram os produtos que resultaram comigo, com a minha pele, mas achei por bem falar neles, pois boas referências de produtos nunca são demais, e mesmo que esta rotina tal como está não seja adequada para todos, pode ser que um destes produtos possa realmente ser aquele do qual já andam à procura à algum tempo. Quero também transmitir a mensagem de que não desistam de procurar os produtos certos para vocês, pois eles existem, só temos é de ser persistentes e exigentes!

Como fazer a maquilhagem durar mais tempo

14 Out

A Márcia Gonçalves do blog Gorgeous (que começou há pouco tempo com o blog em si mas tem uma fantástica página do Facebook onde fala do seu trabalho e de maquiagem em https://www.facebook.com/Gorgeous.MarciaGoncalvesMAKEup) começou com a semana de bloggers convidados aqui no Invicta Maquiagem. O tema já foi abordado no Invicta, mas é sempre óptimo conhecer ideias e técnicas de outras pessoas. Eu pelo menos assim penso. Espero que gostem e que vos seja muito útil. À Márcia, o meu obrigada por ter aceite este convite da minha parte.

GORGEOUS Márcia Gonçalves MakeUp

Imagem

 

 

A preparação da pele antes da maquilhagem é muito importante para que esta dure mais tempo, principalmente no caso de peles oleosas. Devem lavar bem o rosto, hidratar e tonificar, sempre com produtos indicados para o tipo de pele em questão. A aplicação do primer antes da base pode também ajudar a fixar a maquilhagem.

Para uma maquilhagem mais duradoura, o timing é muito importante! Não devemos aplicar os produtos de maquilhagem logo após a aplicação do creme hidratante, devemos sempre esperar uns minutos para que cada produto seja totalmente absorvido.

O pó solto, ou compacto, é imprescindível! Este é colocado depois da base e tem como objetivo matificar a nossa pele, ou seja, anular todos os brilhos, fazendo com que a maquilhagem dure mais tempo. Este é um dos produtos que tenho sempre na carteira e um dos poucos que utilizo para retocar a maquilhagem no dia-a-dia…

View original post mais 246 palavras

Cabelos – 3 Dicas Para Lidar Com Cabelo Oleoso

29 Set

É aquele cabelo que parece melado e escorrido, não aguenta um dia sem lavar, fica melado por tudo e por nada. Por vezes é acompanhado de uma sensação desconfortável no couro cabeludo e/ou pontas secas. Hoje, 3 dicas para lidar com este problema.

cabelo castanho chocolate

  1. Evitar fricção e calor – Esfregar o couro cabeludo ao lavar não faz “desincrustar” a gordura, apenas faz com que que as glândulas sebáceas, que produzem óleo, se sintam compelidas a produzir ainda mais óleo. Aqui estão mais dicas sobre como lavar o cabelo.  O mesmo efeito têm secadores em excesso dirigidos à raiz, o uso de chapéu quando não absolutamente necessário (casos de muito sol ou de muito frio, fora isso, não se deve usar), esfregar a toalha na cabeça para secar o cabelo, escovar em demasia, etc. etc.
  2. Evitar champô para cabelo oleosos – O champô ideal é um mais suave, isto porque o champô para cabelos oleosos é muito agressivo e a médio e longo prazo acaba por estimular a pele a produzir mais óleo. Já para não falar de alergias e couro cabeludo desidratado, ambas condições que levam o cabelo a ser ainda mais oleoso – é um ciclo vicioso! É a mesma razão pela qual quem tem pele oleosa deve fugir de produtos de limpeza demasiado agressivos. Nas primeiras lavagens o resultado pode deixar a desejar, mas o cabelo acaba por se habituar à nova rotina e novos produtos. Aliás, se experimentarem champô seco, vão ver que o cabelo depois de algumas semanas até se habitua a só ser lavado dia sim, dia não porque as glândulas não sentem necessidade de produzir tanto óleo.
  3. Atenção ao condicionador e tintas – É importante usar condicionador se se tiver o cabelo comprido, claro, a oleosidade da raiz não chega às pontas e não as protege. É importante que se proteja e hidrate o cabelo para que ele seja mais bonito e também no caso de quem pinta o cabelo. Há inúmeras cabeleireiras que recomendam que quem tem o cabelo oleoso pinte ou faça madeixas, eu própria caí pela primeira vez na conversa quando tinha 12 anos – nada mais ridículo, porque a parte do cabelo que efectivamente fica mais seca é o comprimento, que de si já é mais seco e nem sequer produz óleo. O couro cabeludo fica efectivamente mais seco uns dias (e ninguém no mundo pinta o cabelo todas as semanas! E se o faz, não devia), mas além de isso ser causado por um dano químico que já de si é mau, o couro cabeludo depois “vinga-se” e quando recupera da agressão, produz ainda mais oleosidade (tecnicamente é sebo que se chama, mas eu odeio tanto essa palavra, até me põe os nervos em franja!). Voltado ao condicionador e máscara há já condicionadores ligeiros no mercado, mas ainda assim, quem ache que que são muito pesados pode perfeitamente aplicar o condicionador primeiro e o champô depois! Assim, se o champô não for incrivelmente agressivo, o cabelo vai reter a hidratação que precisa sem colar.

Quem tem mais dicas para cabelos oleosos? Por favor partilhem! Em breve falarei de cabelos secos e qualquer dica que possam deixar também será grandemente apreciada!

Maquiagem – Sombra Cinzenta

12 Set

Uma das grandes tendências para o Outono de 2013, a sombra cinzenta. É uma cor que tende a ser difícil de trabalhar, muito à semelhança da sombra cor-de-rosa, mas não é um bicho de sete cabeças. Nada que um bom par de dicas não resolva!

Galliano Outono 2013 Fall Makeup

Galliano Outono 2013

A questão com o cinzento é que, por vezes, tende a tornar mais óbvios os tons cinzentos do nosso rosto, tons esses que associamos ao estar doente e cansado porque é essa a cor que a pele toma quando nos sentimos sem energia, é essa a cor das olheiras (e quem é que quer que as suas olheiras pareçam mais fortes?) e é essa a cor que adquire uma pele baça que parece ser pouco ou mal cuidada. É também esse o efeito, o de acinzentar a pessoa, que o cinzento pode ter em pessoas com um tom de pele quente (mais amarelado), de modo que, para quem tenha a pele mais rosada é muito mais fácil usar um cinzento médio ou mais sob o claro.

As sombras cinzentas podem, como qualquer cor, ser claras ou escuras. As mais fáceis de trabalhar são, sem a menor sombra de dúvida, as mais escuras. Usam-se como a sombra preta, simplesmente são mais suaves e discretas – com ela podemos delinear os olhos para quando não queremos apostar no drama da sombra preta, podemos fazer um smokey eye cor de fumo (apropriado…) e podemos dar um pouco de profundidade a um look menos carregado mantendo-o, ainda assim, suave. O cinzento escuro é daqueles tons que devia obrigatoriamente estar presente no arsenal das pessoas de pele mais clara porque tende a favorecer imenso independentemente da cor dos olhos. Aliás, é um tom neutro – chumbo, aço, antracite e tantos outros tons de cinzento são perfeitamente utilizáveis no nosso dia-a-dia e podem e devem ser combinados com outras cores.

Quanto aos cinzentos claros, começamos a ter uma pequenina dificuldade. Todos nós já vimos como é feio e datado andar-se por aí com uma sombra branca ou pastel opaca, é algo que fica feio e não serve propósito absolutamente nenhum (sem ser a gracinha de combinar a sombra com a roupa). O cinzento claro pode cair no pastel, e esta cor deve ser evitada no geral – qual cinzento é mais claro do que a nossa pele depende de como é que nós somos e estamos! O que é claro para mim não o será para uma pessoa mais clara do que eu e o que é mais escuro do que a minha pele pode não ficar bem numa pele mais escura do que minha. Excepção feita aqui para  o prateado, que é um cinzento com muita reflexão de luz (metalizado, muito brilhante ou em glitter, por exemplo) – ainda assim, estes tons devem idealmente ser reservados para ocasiões festivas e/ou detalhes.

Há cuidados a ter na escolha da sombra uma vez que se está na loja – nem todos os cinzentos são realmente cinzentos “puros”, se olharmos bem e em especial com acabamentos cintilante (que acaba por cair na categoria do prata ou do metalizado), não raras vezes vamos encontrar sombras que quando aplicadas e muito em particular, esbatidas, acabam por ficar com um tom azulado, esverdeado ou arroxeado na pele. Se, em grande parte, isto se deve ao tom da nossa pele que consegue “ultrapassar” a sombra na sua aplicação menos opaca, outra parte deve-se ao facto de que muitas vezes as marcas fabricam cores com tons subtis que fogem ao cinzento/prata exactamente para contrariar o efeito de “empalidecer” a pessoa. Tanto assim que quem geralmente foge aos azuis mais subtis (azul céu, por exemplo) tende também a não gostar de se ver de cinzento médio e claro. Este truque dos subtons que as marcas colocam nas sombras cinzentas pode resultar ou não, mas isso já são outros quinhentos! Contudo, não há nada como experimentar e, quando ser vai às compras, ir com olhos de ver!

Quanto à tendência Outono 2013, a sombra cinzenta vai usar-se aplicada pela pálpebra móvel e bem esbatida, num efeito a roçar o transparente. É só mesmo um nadinha de “fumo” para que os olhos não se apresentem nus.  É conjugada com lábios mais fortes, tom de vinho, vermelho ou até mesmo rosa, mas as cores mais quentes (laranjas e alaranjados bem como pêssegos) ficam de parte quando se quer seguir esta nova tendência.

É uma cor que usam ou já usaram? Visto que vai ser moda na próxima estação, gostariam de experimentar?

%d bloggers like this: