Tag Archives: aroma

Novidades – Perfume Dolce & Gabbana Intense

3 Out

Quando se fala seja em que for num registo “intense”, geralmente, ou se ama ou se odeia. Eu, confesso, não sou nada fã da marca e tenho uma espécie de ódio de estimação ao famoso Light Blue, mas estou apaixonadíssima por este perfume!

Intense (Dolce & Gabanna)

Intense (Dolce & Gabanna)

Força, paixão, intensidade são algumas das palavras escolhidas para descrever este novo aroma. Os componentes andam entre o floral oriental e flores brancas. Flores brancas são das minhas notas favoritas, é algo a pender entre a rosa, a flor de laranjeira e o jasmim, é um floral quente e profundo que fica quase como que “preso” no fundo da nossa respiração mas de uma maneira confortável – é um aroma doce que nos preenche mas sem ser enjoativo ou cheirar a sintético. Neroli (outra flor branca), flor de laranjeira e tuberosa (outra flor branca!) é o primeiro acorde (conjunto de notas) a ser sentido, depois há o sândalo e outros componentes que tornam este perfume de certa maneira cremoso no final. Há aqui uma mistura que, no fim, me lembra plástico, mas de uma maneira agradável – não sei explicar, mas há aqui um aroma a plástico doce que não é, nem de longe, tão desagradável como soa. Na verdade até é bom!

A emabalagem é linda, até as amostras vêm numa caixinha de papel veludo roxo/vinho! O frasco em si é de vidro roxo, quase opaco. Extremamente elegante e ainda assim moderno na minha opinião. Laetitia Casta dá a cara e o corpo a este perfume também, como já deu a outros perfumes de marca. A modelo francesa tem consigo um pouco do calor mediterrâneo que o perfume sugere mas também uma sensualidade simples e misteriosa ao mesmo tempo.

Até Novembro deverá estar disponível em todas as boas Perfumarias de Portugal e se gostam de perfumes que marquem sem serem óbvios e de mau gosto, sugiro

Anúncios

Novidades – Perfume Honey (Marc Jacobs)

25 Set

Eu tenho fobia a abelhas (nada contra aranhas como tanta gente tem…), mas gosto de mel! E gosto desta embalagem toda colorida e animada do novo perfume Marc Jacobs.

Honey Marc Jacobs (lançamento Outono 2013)

Honey Marc Jacobs (lançamento Outono 2013)

Pêra, mandarina (parecido com tangerina), néctar de pêssego, damasco, mel e baunilha. Palavra que não é a receita de uma sobremesa, mas podia ser! São as notas doces, florais e frutadas deste perfume, que na pele traduz uma feminilidade adocicada e alegre, com uma base quente devido a algumas madeiras que também fazem parte do perfume. Apesar do nome, para mim, o cheiro a mel não é assim tão notório que justificasse o perfume levar esse nome, mas como não sou eu que estou encarregue de baptizar perfumes, também não vou meter o nariz (que piadinha mais sem graça…).

É o perfume de menina-mulher, de uma jovem que já não queira um cheiro infantil mas também não se sinta atraída para perfumes mais clássicos e marcantes. Não é único, ou seja, não se vai tornar numa imagem de marca nem sobressair particularmente ou se destacar e chamar a atenção. Tem uma fixação moderada e está longe de ser forte, é ideal para um dia de trabalho ou de escola, é um cheirinho bom a fruta doce que se sente quando se está perto. Não é o meu tipo de perfume pessoalmente, mas conheço imensas pessoas que adorariam estar o dia todo a cheirar a uma deliciosa e docinha salada de frutas – há tanto perfume que cheira a gomas e rebuçados, porque não uma alternativa?

Para concluir, algo mesmo apropriado para o regresso às aulas e a lembrança das coisas boas do e alegres do Verão! Solarengo é o adjectivo que mais me vem à ideia neste momento para descrever o “ambiente” que este perfume cria.

Perfume – Roberto Cavalli Eau de Parfum

10 Set

E não é que eu nunca falei de uma das minhas imagens de marca? Este perfume tornou-se muito meu durante o Inverno passado, encontrei o aroma que diz tudo aquilo que quero dizer ao Mundo sobre mim. Se não entendem muito sobre perfumes, sugiro este post.

Roberto Cavalli Eau De Parfum

Este perfume foi criado para a mulher Cavalli, a mulher que não quer passar despercebida. A extravagância, o luxo e o marcar do território – incluindo o uso do padrão animal digam o que disserem!  “Temperamento colorido” é o que diz a marca. As notas que mais se sentem são a flor de laranjeira, tonka (um aroma doce) e benzoim. É um perfume quente, e doce, forte, mas não incomoda quem está à volta contando, claro, que haja moderação na aplicação. Não há olfacto que resista a um banho de perfume!

Tecnicismos à parte, este perfume é quentinho, confortável, rico, complexo e, de uma maneira muito inesperada, chega a ser cremoso. Sim, é estranho, mas um cheiro pode ser cremoso e “completo”. É um perfume de mulher e não de menina, mas ao mesmo tempo não parece datado.  Digamos que é um feminino adulto! A mim, aquece-me até à alma! Não tem nada a ver com os perfumes a cheirar a gomas e rebuçados que têm vindo a ser lançados ou com os florais mais simples e leves ditos mais apropriados. É uma elegância diferente!

A fixação é excelente, colocando de manhã depois do duche ainda é possível sentir o perfume na manhã seguinte – claro que não com a mesma intensidade, mas o cheirinho está lá! Pelas reviews de outras pessoas que vi online, parece que este perfume responde muito à química do corpo de cada pessoa – é normal que isto aconteça com os perfumes em geral, mas pelos vistos é muito notório nesta fragrância.

O frasco é lindo, em tons dourados como é típico da marca, e com um detalhe em padrão de zebra – típico!

A Roberto Cavalli tem outros perfumes, mas não gosto de nenhum! Acho-os muito mais aguados ou muito doces, sinceramente nenhum é do meu agrado senão este. Ainda assim, nos dias muito quentes sou incapaz de o usar – quando o termómetro passa acima dos 30 acho que as fragrâncias quentes fazem-nos ter mais calor!

E vocês? Mudam de perfume com as estações ou usam sempre o mesmo ou o mesmo tipo de perfume?

(Peço desculpa pelo atraso deste post, mas mais vale tarde do que nunca, não é? Estou a tentar de um tudo para que isto não se repita nem se torne um hábito. Agradeço imenso pela vossa paciência!)

Perfume – Loewe Aura (novo)

12 Ago

Só é lançado oficialmente em Setembro mas eu já consegui colocar as minhas mãozinhas gananciosas numa amostrinha (que já passou à História) e juro solenemente não fazer nenhuma piadinha à socapa referente à qualidade (!!!) geral atribuída a perfumes espanhóis…

Aura by Loewe (novo)

Aura by Loewe (novo)

Publicidade primeiro: La tienes o no la tienes. É o slogan deste perfume de senhora, que nos diz pura e simplesmente que a aura é algo que se tem ou não se tem. Uma das mais proeminentes marcas de luxo de Espanha, a Loewe (leia-se lô-ê-bê), pretende apresentar um perfume sedutor e envolvente, magnético. Além disso, Linda Evangelista vai dar a cara por este lançamento, inclusive num spot publicitário filmado em Madrid, na Gran Via mesmo em frente à loja Loewe, em que esta se pavoneará (ela pode!) vestida dos pés à cabeça de couro, bem ao estilo Loewe e ao som do tango Soñar Contigo do famoso cantor Zenet.

Agora tecnicismos: o perfume tem óleo de rosa, sândalo e cedro, bem como alguns toques de groselha e couro. Isto faz com que tenhamos um floral frutado quente e envolvente, talvez mais apropriado para os dias de Outono que começam a arrefecer ou, então, como um perfume discreto para os primeiros dias de Inverno. Não é um perfume “gritante”, não é nada que se sinta de longe, evoca mesmo a aura que só se sente quando se chega perto o suficiente para ser atraído. O aroma agrada-me imenso e é mesmo o tipo de perfume que mais me apraz usar, mas não morria se fosse um bocadinho mais forte. O frasco é bastante clássico, em vidro pesado, e a etiqueta com o nome gravado é feita de napa. Só há frascos de 40mL e não se prevê, para já, o lançamento de outros tamanhos.

As duas coisas infelizes à cerca deste perfume são (1) o facto de a Loewe já ter tido nos anos 90 um perfume chamado Aura mas que nada tem a ver com este para além do nome e do slogan – consigo perfeitamente ver como poderá causar confusão aos consumidores e (2) a gritante falta de fixação – 4 a 5 horas depois já não há aroma para ninguém. É típico em perfumes espanhóis, sei lá, acho que é qualquer coisa cultural, devem gostar de aplicar várias vezes ao dia, mas isso não impede que eu ache esta característica um defeito imenso. Se ele fixasse bem, teria lugar reservado na minha colecção, mas assim sendo…

Já alguma vez experimentaram um perfume Loewe? Qual? E gostaram?

Novidades – Perfume Downtown Calvin Klein

17 Jul

Querem ver a Rooney Mara sorrir? Querem? Querem?

Rooney Mara para Calvin Klein apresentando o novo perfume Downtown

Rooney Mara para Calvin Klein apresentando o novo perfume Downtown

E podem ver tamanho feito na apresentação do novo perfume Calvin Klein, o Downtown. É uma daquela frangrâncias para agradar a Gregos e Troianos, floral amadeirada, de tempo quente ou frio, de dia ou de noite, aquele cheirinho que não é um perfume marcante, mas também não é qualquer água com cheirinho.

Posto isto, vou já avisando que a gardénia é a nota mais proeminente (para saber o que isto significa ao certo, cliquem aqui), o que me agrada já que é uma das minhas flores favoritas e sem sombra de dúvida um dos meus aromas favoritos. Depois temos o cítrico limão para dar um frescor à mistura e “cortar” aquele aroma profundo e doce da gardénia. Para combinar com a profundidade da gardénia temos incenso e almíscar e para combinar com o limão a acidez da bergamota. Andamos no vai-e-vem entre o profundo e doce com o cítrico para não enjoar.

É uma inovação para a Calvin Klein, não é o que esperamos da marca geralmente. Acho que na nossa mentalidade colectiva a Calvin Klein ainda está associada ao unisex, ao look andrógino e minimalista anos 90 não só na roupa como nos perfumes. Como tal, a marca está a tentar inovar e deixar os anos 90 para trás sem perder a filosofia unisex de certo modo. Porém, este perfume é feminino, não consigo ver o público masculino em geral a usar esta fragrância.

Deixo-vos o filme de apresentação do perfume, filme esse lindo e bem realizado. Fala, sem dúvida, muito mais eloquentemente do que eu!

Novidades – Mercedes-Benz Perfumes

2 Jul

E quem não pode comprar um Mercedes, compra… um perfume? Parece que sim!

Mercedes-Benz Perfume Para Homem

Mercedes-Benz Perfume Para Homem

Um Mercedes não é só um carro, é um estilo de vida. Pessoalmente gosto mais de BMW’s, mas isso não tem positivamente nada a ver com o artigo de hoje! A Mercedes lança agora duas fragrâncias, uma para homem e uma para senhora, sendo que a versão masculina vem acompanhada de desodorizante em stick, aftershave e também gel de banho.

O perfume masculino tem uma personalidade de afirmação, com um primeiro impacto forte mas fresco, inesperado até. Citrinos, notas aquiáticas, violetas e especiarias para dar a masculinidade necessária. É uma escolha ideal para as noites quentes de Verão, para um homem moderno que queira que a sua personalidade chegue aos outros antes do seu perfume.

Mercedes-Benz Perfume Feminino

Mercedes-Benz Perfume Feminino

O perfume feminino não deixa de ser uma versão do masculino, tendo também toques de citrinos e violeta, mas para o diferenciar tem também pêssego, rosa e baunilha entre outros. Um floral fresco mas marcante. Novamente, um perfume de que se pretende impor pela sua elegância e não pelo impacto do perfume.

Ambos os frascos foram pensados com um propósito, o frasco do perfume masculino tem linhas rectas, o feminino tem linhas curvas – os dois têm o emblema da Mercedes-Benz porque a marca nunca na vida iria deixar os seus créditos por mãos alheias.

Em Portugal, estes perfumes estão disponíveis apenas das lojas Perfumes & Companhia, a versão feminina custa a partir de 51€ e a masculina a partir de 41€.

Perfume – O Guia Essencial

4 Jun

Convido-vos hoje a fazer hoje uma viagem imaginária a uma perfumaria. Eu vou convosco e vou-vos explicando conforme vamos pegando nos lindos frascos coloridos. Vamos lá? Vá, depois vamos lanchar um gelado!

Perfume Pnina Tornai

Perfume Pnina Tornai

Ao entrar na perfumaria, geralmente, ou já se sabe o que se quer, só se quer ver as novidades ou, então, procura-se um perfume novo. Vamos imaginar que o nosso caso seja o último e que queremos um miminho novo. O perfume é para o Verão ou é para o Inverno? Dia ou noite? Ou é para usar independentemente de tudo? Os aromas transmitem-nos outras sensações físicas que não são só olfactivas. Alguns aromas transmitem-nos calor, outras um frescor; alguns perfumes perduram mais e outros nem tanto. É assim que se distinguem os perfumes conforme a ocasião a usar – os aromas mais frescos usam-se no Verão, os mais quentes no Inverno; os aromas mais leves de dia e os mais marcantes de noite. Ou então usa-se o que der vontade, quando se tiver vontade. É uma questão de experimentar e ver o que cada perfume nos transmite – acreditem, o perfume é poderoso!

Agora vem a parte mais parece mais complexa, muitas pessoas fazem uma tempestade num copo de água, digo, frasco de perfume. “Notas” é um termo que não raras vezes ouvimos no que toca a perfumes e muita gente não sabe muito bem do que se trata. Notas são os elementos do perfume. Raramente vemos um perfume que tenha só um aroma, geralmente é uma mistura que dá aquilo que cheiramos – as notas são estes ingredientes, chamemos-lhe assim.

A partir daqui, podemos entender que haja notas de topo, médias (ou de coração) e as de base. Isto tem a ver com a mistura e com o peso de cada elemento. Assim, as notas de topo são aquelas que sentimos primeiro, são aquelas que evaporam e daqui a um bocadinho já cá não estão. As de base são aquelas que perduram, aquelas que ficam na pele, na roupa, aquelas que ainda sentimos horas depois da pessoa ter aplicado o perfume. E as médias são isso mesmo: as que estão entre uma coisa e outra. É assim que explicamos, por exemplo, que o perfume mude ao longo do dia! Posto isto, regra geral, as notas de topo são mais leves como por exemplo aquele cheirinho a “pó de talco” que alguns perfumes têm, aquele cheiro cítrico ou mesmo alguns florais mais suaves. As notas médias são muitas vezes originárias de flores e as notas de base mais comuns hoje em dia são amadeirada ou de incenso. Afinal não é assim tão complicado, pois não?

Shalimar - Guerlain

Shalimar – Guerlain

A parte divertida começa agora: experimentar!!! Armemo-nos de papelinhos e desatemos a carregar nos sprays. Mas calma, é preciso escolher com cuidado porque depois de muito experimentar, o nosso nariz já distingue mal umas fragrâncias das outras. Diz quem sabe que cheirar café ajuda a “limpar”, mas, convenhamos, nem toda a gente anda com grãos de café atrás! A cada quatro ou cinco perfumes, convém descansar um pouco. Aproveitem para anotar no papelinho o nome dos aromas que mais agradaram.

Quando já temos a escolha alinhavada, ou seja, já estamos entre dois ou três aromas, é altura de experimentar na pele. Colocar um bocadinho no braço (pedir uma amostra também resulta!) e ir passear. A pele altera o perfume e dependendo da pele e do perfume, pode alterar muito ou pouco – as pessoas com pele oleosa ou com hormonas mais activas tendem a alterar mais os aromas, por exemplo. Além disso há aquela conversa das notas de base!

Agora que já está o perfume escolhido, é só saber a “intensidade” que se procura. Costumamos encontrar as designações “Parfum”, “Eau de Parfum” e ainda “Eau de toilette”, que são as mais comuns. Isto tem tudo a ver com a quantidade de aroma, com a concentração da fragrância. O “Parfum” tem entre 15 a 40% de concentração de aroma, apesar de o mais comum ser 20%, a “Eau de Parfum” tem em geral 15% e a “Eau de Toilette” contém 10%. O gosto de cada um e a maneira de aplicar perfume é o que importa aqui – há quem adore “tomar banho” de perfume, e aí deve optar por um menos concertado; que aplica pouco, pode escolher o mais concentrado (também vai durar mais!)

Chanel nº 5

Chanel nº 5

Quanto a aplicar, já disse, vai do gosto. Apliquem como gostarem, esqueçam lá as regras!!! Eu aplico nos lados do pescoço e nos pulsos, são os sítios onde o corpo aquece e o sangue passa à superfície para que o aroma se projecte um bocadinho mais, mas sinceramente não é nada de especial. Só não recomendo que apliquem na roupa, porque o perfume pode manchar e, manchando, não sai mais.

Acho que é tudo, espero que não falte nada. Contudo, como sempre, se houver alguma questão, é só dizer!!!

Perfume – pureDKNY Rose

1 Maio

Já há muito tempo que não vos falava de perfume! O perfume, não fazendo parte de cuidados de pele em si, serve também para nos tornar mais agradável aos sentidos – nossos e dos outros! Trago-vos hoje uns parágrafos sobre este perfume que me agrada de sobremaneira.

pureDKNY Rose

pureDKNY Rose

Rosa Damascena é um dos meus aromas favoritos (os outros são jasmim e flor de laranjeira!) por isso não é de estranhar que um perfume cuja nota principal seja exactamente Rosa Damascena vá de encontro aos meus gostos. Mas não é só, este perfume tem algo de mais especial do que o delicado aroma a rosa.

Em Junho, mulheres do Vale de Isparta na Turquia colhem à mão um a um os botões de Rosa Damascena de acordo com a tradição local. Estas flores, 25 mil toneladas delas, são então transportadas para destilarias para que se possa fabricar o óleo essencial de rosa.

Este óleo é utilizado neste perfume que cheira a rosas com leves toques de magnólia, verbena e uma quase imperceptível (pelo menos para mim) baunilha – o resultado é um floral leve e moderno, próprio para um lindo dia de Primavera ou inicio de Verão ou, então, para uma jovem que goste de aromas delicados.  É um perfume seguro, nada demasiado arriscado ou marcante, mas ainda assim agradável. A longevidade é moderada, não é daqueles perfumes que dura para sempre, que deixa rastro, que fica agarrado à pele e à roupa.

Este perfume é ainda mais especial porque o frasco é de vidro 100% reciclável, o cartão é biodegradável e fabricado em unidades que usam energia limpa, as tintas são ecológicas e o filme transparente que envolve a embalagem exterior é feito sem recurso a petróleo (como é o caso dos plásticos). Mas há mais! Ao fabricar este perfume  a DKNY em pareceria com a CARE (instituição internacional humanitária que ajuda mulheres na pobreza) está a ajudar as mulheres que colhem as rosas, trabalhando para que elas possam melhorar de vida e ter acesso a coisas que nós tomamos por garantidas como crédito, poupanças, seguros… Estas mulheres podem então sair da pobreza e ter um futuro melhor que começa precisamente pela organização da sua vida financeira.

Relembro que o perfume é um elemento muito subjectivo – muda com a com a pele de cada pessoa, a percepção muda de pessoa para pessoa e de acordo com variados factores… Ou seja, nada como experimentar na pele para ficar a conhecer o aroma!

Perguntas E Respostas 11: Perfume Nos Cremes

5 Fev

A Ana Maria perguntou por e-mail:

Oi! Amo o seu blog, sou fã de carteirinha de posts sobre cuidados de pele por ser muito vaidosa mas não poder usar maquiagem muitas vezes. Sei que muitas vezes alerta para o perfume dos cremes e que há muitas pessoas sensíveis a ele, mas então porquê as marcas não fazem logo seus cremes sem perfume? Assim até poderiam vender mais, vendendo também para pessoas que não gostem de perfume ou não possam usar.

Obrigada.

Perguntas e Respostas

Realmente, Ana Maria, é uma boa questão que eu acho que passa pela cabeça de muita gente. É verdade que algumas pessoas não podem ou não querem um cosmético com aroma, mas as marcas têm quatro razões principais para adicionar perfume às suas formulações:

  1. O perfume específico de uma marca ajuda a distinguir os produtos desta de todos os outros de todas as outras marcas. Para além da embalagem, o aroma pode ser o segundo elemento mais diferenciador de um cosmético para o outro semelhante de outra marca;
  2. O perfume ajuda a saber se o cosmético ainda está bom. Quando um cosmético se começa a alterar e a ficar estragado, muitas vezes o cheiro muda primeiro e só depois outras características mudam. Assim, o perfume é um óptimo indicador do estado de preservação do cosmética;
  3. O perfume adicionado pode esconder o aroma natural do creme, que pode ser bem desagradável naturalmente dada mistura de componentes;
  4. O perfume pode ajudar a encarecer o produto, porque ajuda a dar uma percepção de maior luxo.

O uso de perfume não é assim tão mau, se não for um aroma que nos desagrade e se não formos sensíveis a ele a nível de alergias, não há problema em usar um produto com aroma. Espero ter ajudado a esclarecer o porquê deste fenómeno.

Novidades – “Manifesto” por YSL

22 Ago

Já sabem que resolvi falar também de perfumes aqui no site. E nada melhor do que falar do novo perfume “Manifesto” da Yves Saint Laurent (brevemente apenas Saint Laurent, mas nem vou entrar por aí!) que tem uma publicidade (promo) linda além de qualquer palavra com a fantástica Jessica Chastain.

“Manifesto” é um perfume com uma base de patchouli e a fugir bastante para o doce. Não lhe faltam notas florais nem a dose certa de acidez, mas pelo que vejo não é um aroma demasiado forte ou marcante. É uma boa opção para quem goste de perfumes mais discretos, para usar no dia a dia.

O frasco é bastante bonito na minha opinião, mas eu sou suspeita porque roxo é uma das minhas cores predilectas.

%d bloggers like this: