Tudo Sobre Óleos De Limpeza

16 Out

Hoje acolhemos aqui no Invicta Maquiagem a Natália, do Futilidades da Natália. Ela vem falar sobre óleos de limpeza que é algo que não uso e, como tal, não poso dar grande opinião. Fiquei mesmo contente quando ela me sugeriu o tema, acho que todos podemos aprender imenso com o post da Natália, de modo que espero que gostem também e que não se esqueçam de passar pelo blog dela.

limpando lavando

Inicialmente, quando a Micky me convidou para fazer um artigo para o Invicta Maquiagem, pensei em escrever sobre um tema que já estava pesquisando há algum tempo, alergia a maquiagem. Mas, apesar da Micky ter me dado total liberdade para dar minha opinião sobre um tema que ela já havia abordado no blog anteriormente, não quis parecer repetitiva para suas leitoras e resolvi buscar um outro assunto, com o qual vocês pudessem se identificar mais comigo. Então decidi escrever sobre um tema que pode até parecer trivial, mas que é fundamental nos cuidados diários de beleza: a limpeza da pele. Mais especificamente, quero tratar da minha experiência com os óleos de limpeza facial.

Óleos De Limpeza Facial

Óleos De Limpeza Facial

Fato: após passar um dia inteiro de maquiagem, limpar a pele é um dos principais cuidados recomendados por dermatologistas em todo mundo. No entanto, quando ouvi pela primeira que os óleos eram a nova aposta para a limpeza da pele, a minha reação (como a de milhares de brasileiras de pele oleosa) foi: ‘Ahn? Nem morta!’ Afinal, geralmente pensamos da seguinte maneira: ‘mais óleos igual a mais espinhas’. Mas então, me lembrei da teoria do “semelhante dissolve semelhante” que aprendi nas aulas de química na época do colégio e tudo passou a fazer mais sentido (o melhor para limpar e remover um óleo seria outro óleo). Além disso, os ‘cleansing oils’ contam com substâncias emulsificantes, que facilitam o enxágue. Resultado: resolvi dar minha cara a tapa!

Hoje, há quase um ano usando fielmente esse tipo de produto no meu ritual de beleza, posso dizer que me converti ao uso dos óleos faciais de limpeza, já que possuem melhor absorção do que os demaquilantes e são super eficientes na remoção de maquiagens de alta cobertura e protetores solares mais “pesados”. Quando uso óleos de limpeza, minha pele realmente parece mais limpa, menos oleosa e com textura mais suave.

O primeiro óleo de limpeza que testei, o Cleansing Beauty Oil Premium A/I da japonesa Shu Uemura, é um dos mais famosos do mundo. Para vocês terem uma idéia da dimensão, a cada 15 seg é vendido um óleo de limpeza da Shu Uemura no mundo. Hoje tenho usado o Moringa Cleansing Balm da Emma Hardie, um bálsamo de limpeza à base de óleo de moringa, que também se emulsifica com água. O óleo de moringa, a mais nova aposta na indústria de cosméticos, é considerado um emoliente antioxidante com propriedades nutritivas, que deixam a pele sedosa e com um brilho saudável. Achei o balm da Emma Hardie mais suave e hidratante que o óleo do Shu. O próximo da minha lista é o One Step Camellia Cleansing Oil da Tatcha com óleo de camélia – ingrediente usado há séculos no Japão na pele e nos cabelos. Para quem se interessou, outras marcas como Neutrogena, Shiseido, MAC, Bobbi Brown, Dior, Clarins, Origins, Josie Maran, SK-II e as japonesas Bioré e DHC também apostam na novidade.

Diagrama De Óleos De Limpeza

Diagrama De Óleos De Limpeza

A aplicação também é bem simples, basta massagear o óleo sobre o rosto seco (pode‐se aplicar até mesmo na região dos olhos, caso esteja usando maquiagem). É de extrema importância que tanto o rosto quanto a mão estejam secos nesta primeira etapa. Feito isso, umedeça as mãos com água e aplique sobre o rosto, massageando novamente até emulsionar (você vai perceber que o óleo fica com uma cor esbranquiçada). Por fim, enxágue abundantemente. Alguns óleos deixam resíduos, criando-se a necessidade de complementar a limpeza, com um sabonete, em gel ou foam – o que se chama de ‘double cleansing’.

Para quem usa maquiagem e protetor solar com texturas leves, o óleo de limpeza não precisa ser usado diariamente. O indicado é usá-lo, no máximo, duas vezes por semana e/ou em ocasiões em que, por exemplo, o make for mais caprichado.

 Ainda não se convenceu, então vou listar algumas particularidades:

  • Água e óleo não se misturam, por isso só a água não consegue limpar o sebo e a oleosidade da pele. Mesmo que você não use maquiagem no seu dia-a-dia, as impurezas provenientes da poluição vão “grudando” na gordura da pele ao longo do dia e um sabonete comum pode não conseguir remover essa sujeira completamente. Porém, como o ‘óleo dissolve outros óleos’, ele consegue remover essas impurezas da pele no enxágue graças aos emulsificantes presentes neles;
  • Os óleos de limpeza são os mais eficientes para a remoção da maquiagem, principalmente dos produtos à prova d’água (como aquela mascara de cílios que você não consegue remover com demaquilantes comuns);
  • A maioria dos óleos de limpeza não contém os solventes ou detergentes que retiram a gordura protetora da pele e tornam a limpeza inadequada.
  • Para pessoas de pele oleosa: o óleo de limpeza ajuda também a remover, sem ressecar, os óleos residuais produzidos pela pele e outros sebos que se acumulam no interior dos poros, que são diluídos e removidos com o enxague.
Anúncios

4 Respostas to “Tudo Sobre Óleos De Limpeza”

  1. futilidadesdanatalia Outubro 16, 2013 às 6:25 pm #

    Obrigada pela oportunidade Micky!
    Adorei escrever para o Invicta Maquiagem!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Guest post do Futilidade da Natalia no Invicta Maquiagem | futilidades da natalia - Outubro 20, 2013

    […] sobre o que eu quisesse relacionado ao mundo da beleza, então resolvir falar um pouco da minha experiência com óleos de limpeza facial. Super recomendo dar uma passadinha lá para descobrir um pouco sobre como me converti ao uso de […]

  2. Maquiagem – Base Oil-Free | Invicta Maquiagem - Novembro 8, 2013

    […] Os produtos oil-free em geral são adequados a quem tem a pele oleosa ou tendência para desenvolver acne e/ou outras reacções a produtos ricos em óleo. Há óleos adequados a quem tem a pele oleosa, mas estes costumam ser incorporados em tratamentos localizados e específicos (por exemplo óleo da árvore do chá para tratamento localizado de borbulhas) ou, então enquanto parte da limpeza da pele. […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: