Cabelo – Estará Saudável?

25 Ago

Como ficou assente semana passada graças aos meus fieis leitores, Domingo passa a ser dia de falar de cabelo! Hoje, algumas maneiras para sabermos se o nosso cabelo está saudável, isto porque simplesmente parecer bonito não chega. Acho que são coisas que, no geral, já sabemos, mas vale a pena recordar.

cabelo danificado estragado como saber

O cabelo e o couro cabeludo (a pele da cabeça, vá) dão-nos indicações preciosas, desde a nossa saúde até o quão bem tratamos de nós mesmos. Há problemas de saúde ou falhas nutricionais sobre as quais mudanças no cabelo são a primeira e muitas vezes mais óbvia das pistas. Assim, prestar atenção ao cabelo é muito importante.

  • Apesar do aspecto não ser o mais importante indicador, o cabelo saudável deve ter um aspecto geral bonito. O cabelo saudável é lustroso – se mesmo depois de uma boa hidratação o cabelo não tiver o brilho característico, é porque está danificado;
  • A textura também é importante, tanto mais nas pontas. Se ao passarmos a mão pelas pontas estas parecerem de algum modo duras ou muito ásperas, é porque não estão saudáveis – ninguém tem “cabelo pantene”, uma textura mais fina nas pontas é normal e até aquela “cócega” que as pontas podem fazer no pescoço, por exemplo, é normal. Contudo, se o cabelo estiver rígido quando nenhum produto lhe foi aplicado, é mau sinal;
  • A dificuldade súbita em pentear também conta! Se antes o cabelo segurava bem um penteado, se ficava liso quando alisado e encaracolado com se faziam caracóis/ondas e agora não se passa isso, é porque algo mudou na estrutura interna do cabelo;
  • Independentemente da textura (liso ou encaracolado, fino ou grosso), o cabelo não deve ser difícil de pentear depois de ser lavado e condicionado. Se se enrodilhar demasiado e criar nós logo após ser penteado é porque está fragilizado;
  • Quem não sabe o que é uma ponta espigada? Ao enrolar as pontas do cabelo em torno do dedo, é normal que algumas pontas fiquem “espetadas” para fora e são estas as pontas que devemos analisar. Uma ponta espigada é muito óbvia, é um único fio de cabelo com duas pontas, fácil de reconhecer. Resulta de um cabelo seco ou tão agredido que já não tem a capacidade de ser manter íntegro;
  • O cabelo deve ser elástico. Quando nos cai um cabelo (e até certo ponto é normal que caia), se o apanharmos e esticarmos devagarinho com as duas mãos, ele parte logo ou ainda estica um pouco antes de partir? Se não acontecer esta elasticidade, o cabelo não está com hidratação suficiente;
  • Para quem pinta o cabelo, há ainda outro indicador. O cabelo danificado é muito poroso, muito mais do que o cabelo saudável. Se a cor fica muito pouco uniforme, se fica muito escura muito rápido ou se a cor sai em poucas lavagens, é porque o cabelo está poroso e, como tal, não está saudável.

Quando o cabelo nasce saudável e, como tal, não nos está a dar indicações negativas sobre a nossa saúde, a hidratação intensiva pode ajudar e resolver o problema da saúde e do aspecto do nosso cabelo. Máscaras adequadas e óleos para cabelo são a ferramenta de tratamento mais importante e evitar o calor (seja por expor o cabelo ao sol sem chapéu por muito tempo já que este aquece muitíssimo ou por usar secador/chapinha/babyliss em demasia) é a maneira melhor de evitar danos. Usar bons produtos que sejam compatíveis connosco e não agressivos é meio caminho andado e, para quem pinta o cabelo, usar uma tinta sem amoníaco é a garantia de um cabelo e couro cabeludo mais saudáveis!

Se o cabelo já nasce fraco e danificado, se está áspero e quebradiço desde a raiz e não há hidratação que resulte satisfatoriamente, pode haver alguma causa interna. A mais comum é a carência vitamínica e também as hormonas (o caso de quem tem problemas de ovários ou de quem foi mãe recentemente, por exemplo), mas convém sempre passar pelo médico para fazer análises!

Anúncios

5 Respostas to “Cabelo – Estará Saudável?”

  1. Maria Setembro 1, 2013 às 12:54 pm #

    Boa tarde Micky!
    Gostava de saber se me poderia indicar produtos bons para fazer hidratação do cabelo/ prevenção de pontas espigadas. O meu cabelo é fino e oleoso, e tenho dermatite seborreica, tratada nos piores períodos de acordo com as indicações da dermatologista. Nos intervalos da doença uso champô dito “neutro” ou para couros cabeludos sensíveis, tenho cuidado com determinados compostos mais agressivos, e uso óleo de argão para “selar” as pontas, mas mesmo assim noto que os fios começam a estragar-se passados 3 meses. É raro usar secador de cabelo, modelador ou afins (costumo deixá-lo secar ao natural). Em podendo, faço trança, bun ou rabo de cavalo, para o cabelo não me atrapalhar no trabalho. Recentemente a minha cabeleireira acabou por me cortar 50 cm de cabelo porque achou necessário -.-‘ É minha intenção deixá-lo crescer de novo (há 6 anos que não estava com o cabelo assim curtinho!), mas queria-o com “bom aspecto”, isto é, sem ficar com o comprimento horrível em menos de meia dúzia de meses, a obrigar-me a cortá-lo imenso de novo… Ah, e o meu quotidiano é um bocado ocupado para “perder” tempo com condicionador (os duches são sempre a correr, não dá para fazer máscaras, nem ao fim-de-semana). Peço desculpa pelo testamento, e agradeço desde já a atenção!

    • mickysantos Setembro 2, 2013 às 11:33 am #

      Não tem nada que pedir desculpa, o Invicta Maquiagem existe exactamente para ajudar nestas questões!

      Realmente o seu caso é algo complicado, mas já passei por semelhante. O cabelo, conforme cresce, vai ficando mais fino e se dele próprio já é fino, então é normal que o cabelo muito comprido fique com um aspecto descuidado ainda que não o seja. Digo-lhe eu que sempre tive o cabelo fininho e passei por fases muito más.

      Entendo que o seu dia-a-dia seja corrido, mas não há hipótese de usar aquelas máscaras de um minuto? Talvez quando chega a casa possa aplicar e mais tarde na hora do duche é só tirar ou então aplicar antes de ir para a cama e lavar o cabelo de manhã (não sei qual é a sua rotina). Aplique mesmo em cabelo seco, o cabelo absorve a máscara. Uma coisa que pode parecer um bocadinho fora do comum mas que me ajudou mesmo muito a reduzir o número de pontas espigadas foi usar uma escova Tangle Teezer em vez de outra coisa qualquer. Descobri-as em Londres em 2010 e já as há cá e é algo sem o qual não consigo passar muito tempo. O cabelo fino embraça-se mais e a tangle teezer ajuda imenso com isso e com o brilho do cabelo, mas por de certa forma fazer um “polimento” ajuda a que as pontas não espiguem tanto. Não é um milagre, lá isso não é, mas é uma ajuda no meu caso. Talvez resulte para si!

      • Maria Setembro 2, 2013 às 12:16 pm #

        Muito obrigada pela resposta!
        Eu tomo duche de manhã, e vou experimentar o que me sugeriu 😀
        Pode ser que resulte mesmo!
        Cumprimentos

      • mickysantos Setembro 2, 2013 às 1:46 pm #

        Depois conte-me tudo! 🙂

      • Maria Setembro 2, 2013 às 10:09 pm #

        Sem dúvida 😀

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: