Maquiagem – Investir Num Bom Batom

16 Ago

Numa altura em que o dinheiro não cai das árvores (e alguma vez caiu?), nem toda a gente se pode dar a um grande luxo. Contudo, está provado que em tempos de crise económica as vendas de batom disparam. Isto acontece porque as pessoas sentem-se mais em baixo e têm uma necessidade de se mimar um bocadinho – como não dispõem de meios para ir 12 dias para as Caraíbas, compram algo que dê uma satisfação mais instantânea como um DVD, um par de sapatos, um batom, etc. Mas, então, como é que se sabe qual batom comprar quando queremos um miminho? Falo particularmente de batons, mas quase tudo se aplica a glosses, sombras, etc. etc.

batom lipstick MAC stand

Escolher a marca é o de menos, pelo menos na minha opinião. Claro que se há uma marca que adoramos e outra que nem podemos ver à frente, a escolha é clara. Se bem que, podendo, experimentar novas texturas, formulações e marcas pode resultar em surpresas muito positivas. Dentro de marcas do segmento médio e alto, recomendo MAC, YSL, Guerlain, Shiseido e Dior mas não gosto dos batons da Estée Lauder nem com muito boa vontade. Claro, isto é só uma sugestão, mas cada um sabe o que prefere.

Depois, para mim, vem o processo escolher o acabamento. Queremos um batom matte (sem brilho)? Um mais cremoso? Ou, quem sabe, um nacarado ou com glitter? Eu gosto de batons mate ou cremosos, sendo que os mate são os meus favoritos porque duram mais e acho mais bonitos nos meus lábios.  Para mim, um batom nacarado está logo excluído sem possibilidade de negociação. Sei de bastante gente que é incapaz de usar uma mate, por exemplo! Isto funciona mais ou menos da mesma maneira nas sombras, por exemplo. Talvez um certo acabamento não nos favoreça e daí que o evitemos (nacarados em peles maduras, por exemplo).

Por fim, a cor. Eu acho que um bom investimento é um produto que vamos usar bastante. Não adianta dar 30€ por um batom roxo malva que é lindo para o usarmos só duas vezes porque não temos onde usar uma cor tão exuberante e, com isto, deixar que se estrague na gaveta. Um cor de boca ou uma cor que seja possível usar com mais combinações e até no dia-a-dia é uma escolha mais acertada na minha opinião – não quer dizer que este passe a ser o nosso batom de todos os dias, mas assim, se o quisermos usar um dia qualquer em que sintamos necessidade de um ânimo extra, podemos usar seja qual for a ocasião ou a roupa. Por exemplo, um rosa choque nos lábios para aquela reunião que pode determinar a promoção no escritório pode não ser a melhor escolha! A maquiagem para ser mais neutra e harmoniosa deve ir de encontro ao tom de pele; tons frios pedem rosas, tons quentes pedem pêssego, por exemplo. Há margem de manobra, claro, não se pode ser tanto ao mar nem tanto à terra. A cor neutra também não precisa de ser um nude ou o tom da nossa boca, precisa simplesmente de ficar bem com uma vasta quantidade de looks.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: