Maquiagem – Escolher O Nude Perfeito Em 3 Passos Simples

19 Jul

Uma boca “nude”, ou seja, cor-de-pele, é um clássico moderno, mas não são raras as vezes em que a pessoa acaba por ficar com ar de doente em vez do efeito inicialmente pretendido. Qualquer pessoa pode usar um batom nude, mas a o tom do batom não pode ser o mesmo para toda a gente – como cada pessoa tem o seu tom de pele e a escolha de um bom nude se baseia nesse facto, é fácil perceber que o que fica bem à nossa amiga nos pode ficar mal a nós.

Lábios Nude maquiagem dourado editorial maquilhagem

Lábios Nude

Antes de partir em busca do tom correcto, acho que é importante estabelecer o que é um “nude lip” e porquê usar o mesmo. Um nude lip é um lábio cor-de-pele ou quase – e por “pele”, entende-se a pele do rosto e não a do lábio em si. Pode haver lábios nude com mais cor-de-rosa, mais cor de pêssego ou mais bege, com diferentes cores de base, e é aí que reside a diferença que vai fazer com que o batom X nos fique bem e o Y nem por isso. Quanto ao porquê do uso, não basta dizer que está na moda (quer dizer, até basta, mas não se resume a isso somente). É um dos pares clássicos e ideais para uma maquiagem de olhos bem forte, para que não se caia no exagero e, além disso, quando bem escolhido e bem aplicado, tem o poder de fazer com que os lábios pareçam maiores e mais volumosos. Mais, a quem interesse, há uns tempos o look smokey eye com lábios nude foi votado a maquiagem mais atraente pelos leitores de uma popular revista masculina Americana…! Vamos ao que interessa?

  1. Determinar o nosso tom e subtom de pele é o primeiro passo. Quando o soubermos, sabemos o que procurar. Quanto mais escura for a pele, mais escuro será o batom nude, podendo inclusive chegar a cores como “café com leite” ou até um bronze escuro, no caso de pessoas de pele mais escura. Quanto ao subtom, aqui o assunto já é mais delicado. Quando o subtom tem algum rosa ou azul, o batom nude deve “fugir” mais para o rosa (por exemplo, o Angel da MAC) e quando o subtom é mais amarelo ou dourado, os tons mais pêssego são melhores (como exemplo, o Xtreme Lip Cream Nude Peach Fuzz da Nyx). Os tons bege mais neutros ficam bem a quem tenha um subtom de pele neutro ou, então, regra geral, quando são mais alguns tons (três a quatro) mais escuros do que a cor de pele. 
  2. Agora é hora de experimentar! Como sabem (ou podem ver aqui) eu sou pouco ou nada adepta de experimentar maquiagem em lojas – faz parte da minha mania das limpezas, em parte. Assim, a melhor maneira de experimentar um batom nude é no pulso, na parte de dentro, logo abaixo da palma da mão. A cor deve ser do subtom já indicado e ligeiramente mais escura (dois, três tons) do que a pele em redor. Assim, sabemos que não vai dar-nos aquele ar “deslavado” que não é nada bonito e nos deixa com uma aparência nada saudável. Aproveito para mencionar que os batons nude muito mate podem fazer com que os lábios pareçam secos, de modo que se optarem por um nude mate é preciso ter cuidado extra com a condição dos lábios a usar um bom bálsamo labial antes de aplicar o batom.
  3. Se os lábios forem naturalmente escuros ou precisarem de alguma correcção (se tiverem uma marca de nascença, cor não uniforme, se forem desiguais, etc.) vale apostar num lápis de lábios. Este lápis deve ser o mais aproximado da cor da nossa pele possível e não necessariamente ao batom escolhido – assim será um lápis mais versátil para ser usado com vários batons não alterando o tom dos mesmos. Se mesmo assim não se conseguir disfarçar o que se quer, uma leve camada de corrector faz milagres! Após a aplicação do corrector, usa-se o lápis que já falamos e depois o batom que escolhemos.

Um dos batons nude mais falados de sempre é o Darling da Gosh. Supostamente é a cor ideal e universal para peles claras como é o caso da minha. Apesar de eu gostar imenso dos batons da marca, o Darling é o batom nude que tenho que menos me favorece. Isto serve de exemplo ao que já disse antes – a escolha de um batom nude é algo que se deve fazer caso a caso e mesmo que haja vários batons favorecedores para cada pessoa, não quer dizer todos o sejam!

Qual é o vosso batom nude favorito?

2 Respostas to “Maquiagem – Escolher O Nude Perfeito Em 3 Passos Simples”

Trackbacks/Pingbacks

  1. Novidades – MAC Retro Matte | Invicta Maquiagem - Julho 24, 2013

    […] aos tons desta colecção, há qualquer coisa para qualquer gosto. Desde cores pastel e nudes até vermelhos alaranjados e azulados até cor de vinho, não falta nada. Há aqui três ou quatro […]

  2. Maquiagem – Rimmel London Apocalips (Review Cores 100 e 303) | Invicta Maquiagem - Julho 25, 2013

    […] exactamente da cor da minha pele do rosto – é mau, porque dá aquele ar de que está doente (falamos do assunto semana passada). Assim, para o poder usar, vou ter que apostar no lápis de lábios mais escuro para […]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: