Maquiagem – Socorro! A Minha Base Está A Portar-se Mal!

31 Ago

Às vezes acontece! A base não está a assentar como devia ou não fica nada bem, mas ir a correr comprar outra não está nos planos.

Problema: A base transfere quando me aproximo muito da camisa de alguém!

Ninguém quer dar um abraço ao namorado e deixar uma marca castanha naquela t-shirt que lhe fica tão bem: é um facto. Há duas soluções, e isso depende do tipo de base que usam e do vosso tipo de pele. Para bases líquidas e em creme, bem como para pele mista a oleosa ou mesmo oleosa, o pó translúcido aplicado com um pincel ou puff vai ajudar imenso a situação. Se preferirem o pincel, uma camada leve é o ideal; se usarem o puff, basta colocar um bocadinho de pó no mesmo e pressionar bem contra a base. Pressionem bem, sem arrastar, quase como se quisessem “empurrar” a base contra a pele. Para a base que já vem em pó e para quem tem pele seca, usar o puff sem pó com os mesmos movimentos que descrevi já vai ajudar, porque vai absorver o excesso de base e fixar a que não está em excesso.

Problema: A base está toda nas minhas ruguinhas!

Usar um primer (que “agarra” a base) pode ser uma solução, já que vai impedir que a base se mova durante o dia. Fixar com pó translúcido ou com pouca cor pode também resultar, mas a solução que eu prefiro é manter a pele bem hidratada especialmente nestas “zonas problema” e usar uma camada muito leve de base – o mais leve possível para que o excesso não fique, então, nas linhas de expressão.

Problema: A base parece uma máscara!

Geralmente isso deve-se a uma cor mal escolhida e/ou a uma cobertura excessiva. Para resolver o problema da cor, é mesmo preciso informarem-se sobre tons de pele e depois ir a uma loja com várias marcas e experimentar, experimentar, experimentar e experimentar. Às vezes vale a pena comprar uma base mais cara uma vez e depois usá-la como guia para outras de outras marcas ou linhas.

Problema: Estou cheia de pó!

É, o pó de mais dá um ar nada agradável! Para não aplicar pó em demasia, bater com o pincel na borda do compacto ou o recipiente de pó para deixar cair o excesso é o mais comum. Quem tenha penugem no rosto, por muito pouco pó que aplique, vai acabar sempre por parecer demasiado empoado – a solução é aplicar a base no sentido descendente (para que os pelinhos “colem” ao rosto) e aplicar o pó no mesmo sentido.

Problema: Quando aplico a base, a cor é perfeita. Porém algumas horas depois, a minha cara está de uma cor e o resto do meu corpo, de outra!

A base oxidou. É muito comum em pessoas que tenham pele oleosa, mas não só. A solução é mesmo procurar outra fórmula. Podem experimentar usar um creme de dia diferente daquele que costumam usar, já que isso também pode ter influência. Contudo, se não resultar, já sabem!

Problema: Parece que a base deixa a minha pele às manchas ou vejo os riscos do pincel!

Para o problema das “manchas”, tenho a dizer que preparar a pele é muito importante. Esfoliar e hidratar é a solução para a base assentar na perfeição. Se, por outro lado, o problema for o facto de conseguirem ver as marcas do pincel, podem sempre tentar eliminá-las ao máximo e, depois, pressionar as palmas das mãos no rosto para esbater as linhas que não quiseram ceder. Outra sugestão é usar menos base ou base com menos cobertura, que é bem mais fácil de esbater.

Então? Esqueci-me de algum problema que a base possa colocar? Deixem-me um comentário e eu tento ajudar!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: